Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2010 > 09 > Rio de Janeiro sedia 1º encontro brasileiro de juventude pela acessibilidade

Geral

Rio de Janeiro sedia 1º encontro brasileiro de juventude pela acessibilidade

por Portal Brasil publicado: 01/09/2010 15h46 última modificação: 28/07/2014 09h08
Divulgação/Assembleia Legislativa da Paraíba

Começa nesta quarta-feira (1º) e vai até sexta, no Rio de Janeiro (RJ), o 1º Encontro Brasileiro de Juventude pela Acessibilidade. Cerca de 50 jovens entre 18 e 29 anos de todo Brasil devem participar do evento. Dentre eles, 20% possuem algum tipo de deficiência física, intelectual ou sensorial.



O objetivo do encontro é formar agentes de promoção da acessibilidade entre as lideranças da juventude brasileira. A proposta é que o grupo aprenda a adotar conceitos de vídeo, livro, encontros, sites, fóruns e debates acessíveis, na defesa dos direitos humanos de gênero, raça ou etnia, indígenas, orientação homossexual, defesa do consumidor no atendimento a pacientes em hospitais públicos, escolas e universidade, entre outros.


Militantes e representantes de diferentes causas, os jovens participarão de debates, oficinas e dinâmicas de grupo. Muitos desses jovens atuam diretamente em políticas públicas em conselhos municipais, estaduais e municipais em seus territórios.


Para que a juventude conheça o conceito de acessibilidade além do significado restrito relacionado exclusivamente a aspectos físicos e arquitetônicos, o encontro abordará os diversos tipos de acessibilidade, com depoimentos e histórias de vida. Também serão tratados aspectos legais que sustentam cada discussão: tratados internacionais que no Brasil tem valor constitucional, como a Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência da Organização das Nações Unidas (ONU).


A programação contará, ainda, com a apresentação do grupo Os inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade, projeto de arte e transformação social da Escola de Gente formado em 2003. Em cena, esquetes que abordam a dificuldade de lidarmos com qualquer diferença no dia a dia, especialmente pessoas com deficiência.


O encontro é realizado pela Escola de Gente – Comunicação em Inclusão, com o apoio da Subsecretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Fonte:
Sedh

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo reativa plano Juventude Viva
Objetivo é reduzir a vulnerabilidade de jovens expostos a situações de violência, com foco prioritário na juventude negra
ID Jovem garante benefícios para pessoas de baixa renda
O documento garante meia-entrada em eventos, gratuidade no Enem e descontos em passagens de ônibus, trem e balsas
Brasilienses de baixa renda recebem carteirinha do ID Jovem
A Identidade Jovem oferece benefícios para pessoas de 15 a 19 anos com renda de até dois salários mínimos
Objetivo é reduzir a vulnerabilidade de jovens expostos a situações de violência, com foco prioritário na juventude negra
Governo reativa plano Juventude Viva
O documento garante meia-entrada em eventos, gratuidade no Enem e descontos em passagens de ônibus, trem e balsas
ID Jovem garante benefícios para pessoas de baixa renda
A Identidade Jovem oferece benefícios para pessoas de 15 a 19 anos com renda de até dois salários mínimos
Brasilienses de baixa renda recebem carteirinha do ID Jovem

Últimas imagens

O governo federal estima que 50 mil jovens sejam beneficiados com a ação
O governo federal estima que 50 mil jovens sejam beneficiados com a ação
Foto: Ana Nascimento/MDS
Além da declaração de nascido vivo, pais devem apresentar os documentos pessoais, como RG e CPF
Além da declaração de nascido vivo, pais devem apresentar os documentos pessoais, como RG e CPF
Divulgação/Prefeitura de Barreiras (BA)
Participação do pai no parto tranquiliza a mulher e ajuda aliviar a dor
Participação do pai no parto tranquiliza a mulher e ajuda aliviar a dor
Divulgação/Ministério da Saúde
Servidor deve solicitar o benefício em até dois dias úteis após o nascimento
Servidor deve solicitar o benefício em até dois dias úteis após o nascimento
Gabriel Jabur/Agência Brasília
Participação dos municípios está sujeita à aprovação do Conselho de Assistência Social
Participação dos municípios está sujeita à aprovação do Conselho de Assistência Social
Foto: Sergio Amaral/MDS

Governo digital