Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2011 > 04 > Governo quer antecipar nova campanha pelo desarmamento no País

Cidadania e Justiça

Governo quer antecipar nova campanha pelo desarmamento no País

por Portal Brasil publicado: 11/04/2011 20h15 última modificação: 28/07/2014 14h58

O governo quer antecipar junho para 6 de maio a realização de uma nova campanha pelo desarmamento no País, que deve durar até o final do ano. A informação foi dada nesta segunda-feira (11), pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, após reunião com integrantes das Ongs Viva Rio e Sou da Paz.  

Na próxima segunda-feira (18) deve ser reunido um conselho formado por membros destas Ongs, do poder público, e de outras entidades, como a Ordem dos Advogados do Brasil e o Conselho Nacional do Ministério Público, entre outras. O objetivo será discutir a data definitiva do lançamento da campanha e as formas de pagamento das armas, informou o ministro. 

Cardozo disse ainda que o governo já dispõe de uma verba de cerca de R$ 10 milhões para pagar as indenizações pelas armas que vierem a ser devolvidas durante a campanha. Ele lembrou, no entanto, que esse valor poderá ser maior. O ministro lembrou o sucesso da campanha do desarmamento, realizada entre 2004 e 2005, que contou com a participação da sociedade e retirou quase 500 mil armas de circulação.  

Agora, o governo quer acelerar o pagamento das indenizações, que antes chegavam a demorar cerca de três meses. Para Cardozo, o pagamento deve ser imediato, para estimular a população a entregar os armamentos. Ele disse que o Banco do Brasil deve apresentar uma proposta neste sentido. 

 

Fonte:
Ministério da Justiça 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ligue 132 auxilia pais na prevenção às drogas
Serviço de orientações e informações sobre drogas desenvolveu um novo procedimento para auxiliar pais a conversarem com seus filhos sobre os efeitos das drogas
Carnaval: menos vítimas fatais em 8 anos
Foram 2,7 mil acidentes, 22% a menos do que em 2014 e 120 mortes, sendo 14 delas em Minas Gerais, o estado que mais registrou vítimas fatais
Carnaval impulsiona campanhas de segurança no trânsito
Álcool, celular, velocidade e direção não combinam. É o que explica a atriz Rosângela Lima, que participou de uma ação de conscientização em Brasília
Serviço de orientações e informações sobre drogas desenvolveu um novo procedimento para auxiliar pais a conversarem com seus filhos sobre os efeitos das drogas
Ligue 132 auxilia pais na prevenção às drogas
Foram 2,7 mil acidentes, 22% a menos do que em 2014 e 120 mortes, sendo 14 delas em Minas Gerais, o estado que mais registrou vítimas fatais
Carnaval: menos vítimas fatais em 8 anos
Álcool, celular, velocidade e direção não combinam. É o que explica a atriz Rosângela Lima, que participou de uma ação de conscientização em Brasília
Carnaval impulsiona campanhas de segurança no trânsito

Últimas imagens

Benefício é liberado nos últimos 10 dias úteis de cada mês
Benefício é liberado nos últimos 10 dias úteis de cada mês
Exigência vale para os que estão há mais de dois anos sem revisar o cadastro ou que receberam aviso no extrato de pagamento
Exigência vale para os que estão há mais de dois anos sem revisar o cadastro ou que receberam aviso no extrato de pagamento
Assentamento fica entre três municípios sergipanos: Malhador, Santa Rosa e Riachuelo
Assentamento fica entre três municípios sergipanos: Malhador, Santa Rosa e Riachuelo
Divulgação/MDA
Com a conclusão do processo, a autarquia criará um projeto de assentamento com capacidade para abrigar a 200 famílias
Com a conclusão do processo, a autarquia criará um projeto de assentamento com capacidade para abrigar a 200 famílias
Divulgação/Incra
Greve afronta a Constituição Federal de 1988,  que proíbe a sindicalização e a greve aos militares
Greve afronta a Constituição Federal de 1988, que proíbe a sindicalização e a greve aos militares
Divulgação/AGU

Governo digital