Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2011 > 06 > Comunidades quilombolas do Pará começam a ser avaliadas

Cidadania e Justiça

Comunidades quilombolas do Pará começam a ser avaliadas

por Portal Brasil publicado: 30/06/2011 12h19 última modificação: 28/07/2014 15h00

Crianças de até 5 anos, moradoras de 102 comunidades quilombolas do Pará começam a ser pesadas e medidas nesta semana. Um estudo, conduzido pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) , em parceria com a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), está sendo realizado em todo o País para analisar o perfil nutricional das crianças de comunidades quilombolas e para avaliar a situação socioeconômica das famílias.  A pesquisa é conduzida por pesquisadores do Núcleo de Pesquisa, Informação e Políticas Públicas da Universidade Federal Fluminense (DataUFF).

 “Também faremos o georreferenciamento de todos os domicílios e de todos os equipamentos públicos disponíveis na região”, explica Junia Quiroga,  do MDS,.


Coleta de dados

A equipe de pesquisadores já realizou o trabalho de campo em quatro regiões brasileiras – Centro-Oeste, Nordeste, Sul e Sudeste. Agora, vão coletar os dados sobre a situação nutricional de 102 comunidades quilombolas na região Norte. Agentes comunitários de saúde também participam na ação de pesar e medir as crianças.

De acordo com Junia Quiroga, 173 comunidades quilombolas tituladas, localizadas em 55 municípios brasileiros, serão avaliadas. “A pesquisa, da forma como está sendo feita, é inédita no Brasil. Em 2006, fizemos um levantamento, porém, além de ter visitado um número menor de comunidades, o questionário era mais simples. Dessa vez, toda a pesquisa será diferente: teremos um universo muito maior de comunidades e um questionário bem mais detalhado”, diz.

A previsão do MDS é de que os resultados do estudo sejam divulgados em 2012, mas outras pesquisas podem surgir em seguida, adianta Júnia Quiroga. “Embora a pesquisa atual fique restrita as 173 comunidades tituladas até 2009, nossa expectativa é que outro levantamento seja feito daqui a três ou cinco anos, e, então, incluiremos as comunidades tituladas após 2009”.

 

Fonte:
Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

O aplicativo da juventude brasileira
Em depoimentos exclusivos, representantes de movimentos sociais explicam como será acesso a aplicativo.
Secretaria Nacional de Juventude lança aplicativo inovador
Para secretário nacional de Juventude, Gabriel Medina, iniciativa incrementa diálogo com jovens do País.
MTE pretende usar drones na fiscalização
Vídeo mostra treinamento dos auditores fiscais do trabalho para o uso do aparelho
Em depoimentos exclusivos, representantes de movimentos sociais explicam como será acesso a aplicativo.
O aplicativo da juventude brasileira
Para secretário nacional de Juventude, Gabriel Medina, iniciativa incrementa diálogo com jovens do País.
Secretaria Nacional de Juventude lança aplicativo inovador
Vídeo mostra treinamento dos auditores fiscais do trabalho para o uso do aparelho
MTE pretende usar drones na fiscalização

Últimas imagens

Ministério da Justiça (MJ) promove o movimento de alerta e prevenção de novas vítimas
Ministério da Justiça (MJ) promove o movimento de alerta e prevenção de novas vítimas
Divulgação/Portal Brasil
Ministro destaca importância do acesso público aos documentos
Ministro destaca importância do acesso público aos documentos
Tânia Rego/ Agência Brasil
Programa permite acesso a livros, incentiva a leitura e a expressão cultural
Programa permite acesso a livros, incentiva a leitura e a expressão cultural
Divulgação/Blog do Planalto
Carlo Petrini fala sobre princípios do Slow Food
Carlo Petrini fala sobre princípios do Slow Food
Divulgação/Ministério do Desenvolvimento Agrário
Auditores fiscais do Rio de Janeiro fizeram capacitação para aprender a operar os aparelhos
Auditores fiscais do Rio de Janeiro fizeram capacitação para aprender a operar os aparelhos
MTE

Governo digital