Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2011 > 08 > Petrópolis (RJ) recebe exposição sobre tortura

Cidadania e Justiça

Petrópolis (RJ) recebe exposição sobre tortura

por Portal Brasil publicado: 10/08/2011 15h10 última modificação: 28/07/2014 15h02

O Instituto Frei Tito de Alencar, em parceria com o Projeto Marcas da Memória da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, abre nesta quarta-feira (10) visitação à exposição “Sala Escura da Tortura”. A mostra pode ser vista até 19 de agosto, das 9h às 17h, no Palácio Rio Negro do Museu da República em Petrópolis (RJ). 

A Sala Escura da Tortura, composta por sete telas, inspira-se nos relatos de Frei Tito durante seu exílio na França. Apresentada originalmente em 1973 no Museu de Arte Moderna de Paris, a exposição coloca a perspectiva crítica das artes para denunciar a tortura.

Na opinião do secretário Nacional de Justiça, Paulo Abrão, com a exposição, o Estado cumpre seu papel de disseminar uma visão humanista, inscrita na Constituição democrática. “Ao mesmo tempo, prestamos homenagem à memória de Frei Tito, exemplo de resistência, engajamento e dignidade em favor dos injustiçados. Sua capacidade de sensibilizar as pessoas por um mundo melhor extrapola o seu plano existencial. Eis o seu legado eterno”, afirma ele que também é presidente da Comissão de Anistia.

Depois de passar por Petrópolis, a Sala Escura de Tortura segue para Brasília (DF) e Belo Horizonte (MG). A ação tem o apoio do Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis. Para mais informações, acesse o site da exposição.

 

Fonte:
Ministério da Justiça

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Conferência debate políticas para pessoa com deficiência
Acessibilidade, ‎inclusão e combate ao preconceito são alguns dos temas debatidos no encontro
Conferência debate discriminação contra LGBT
Conheça as proostas da 3ª Conferência de Políticas Públicas de Direitos Humanos de ‎LGBT
Conferência dos Direitos da ‪‎Pessoa Idosa debate saúde
Entre as principais demandas está a humanização do atendimento de saúde
Acessibilidade, ‎inclusão e combate ao preconceito são alguns dos temas debatidos no encontro
Conferência debate políticas para pessoa com deficiência
Conheça as proostas da 3ª Conferência de Políticas Públicas de Direitos Humanos de ‎LGBT
Conferência debate discriminação contra LGBT
Entre as principais demandas está a humanização do atendimento de saúde
Conferência dos Direitos da ‪‎Pessoa Idosa debate saúde

Últimas imagens

“É a luta do conservadorismo da elite contra uma população até então esquecida, casos dos negros, LGBTS e mulheres”, disse Eliana Emetéri
“É a luta do conservadorismo da elite contra uma população até então esquecida, casos dos negros, LGBTS e mulheres”, disse Eliana Emetéri
Foto: Blog do Planalto
Ação ocorreu na zona norte do Rio e na Baixada Fluminense
Ação ocorreu na zona norte do Rio e na Baixada Fluminense
Divulgação/EBc
Plano vai ser definido por representantes do ministério do Trabalho, OIT, governo estadual e Ministério Público
Plano vai ser definido por representantes do ministério do Trabalho, OIT, governo estadual e Ministério Público
Foto: Renato Alves / MTE
Na Câmara dos Deputados, representação das mulheres também é baixa, elas ocupam apenas 10% das cadeiras
Na Câmara dos Deputados, representação das mulheres também é baixa, elas ocupam apenas 10% das cadeiras
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil
Entidade diz ser fundamental ao Judiciário agir de acordo com a Constituição, que determina que qualquer investigação ou gravação envolvendo a presidenta da República deve ser previamente autorizada pelo Supremo Tribunal Federal
Entidade diz ser fundamental ao Judiciário agir de acordo com a Constituição, que determina que qualquer investigação ou gravação envolvendo a presidenta da República deve ser previamente autorizada pelo Supremo Tribunal Federal
Divulgação/OAB-RJ

Governo digital