Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2011 > 08 > Receita estuda novo tributo para compensar desoneração da folha de pagamentos

Cidadania e Justiça

Receita estuda novo tributo para compensar desoneração da folha de pagamentos

por Portal BRasil publicado: 04/08/2011 10h58 última modificação: 28/07/2014 15h02

Apesar de não ter estipulado uma fonte de receitas para compensar a desoneração da folha de pagamentos das empresas, o governo continua a estudar a criação de um tributo adicional para financiar a Previdência Social. A informação é do coordenador-geral de Tributação da Receita Federal, Fernando Mombelli.

Ao detalhar as medidas do Plano Brasil Maior, que pretende estimular a competitividade da indústria nacional, Mombelli disse que a decisão de não criar um tributo ocorreu porque a desoneração para quatro setores da indústria ainda está em fase de experiência. “É um projeto piloto, que, a princípio, vale até o fim de 2012 e vai ser avaliado continuamente”, alegou.

Para reduzir os encargos trabalhistas sobre a indústria, o governo anunciou a desoneração da folha de pagamento para quatro setores: confecções, calçados, móveis e tecnologia da informação (programas de computador). Em vez de pagarem 20% sobre a folha de pagamento à Previdência, essas indústrias passarão a ser tributadas em um percentual do faturamento. A alíquota será de 2,5% para as indústrias de software e de 1,5% para os demais setores.

A medida terá custo estimado para a Previdência de R$ 200 milhões, em 2011, e de R$ 1,4 bilhão, em 2012. Sem fonte de recursos para cobrir a despesa, o governo fará a compensação por meio de recursos do Tesouro Nacional. Outra forma de compensar a perda de recursos será a elevação da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) das importações de móveis, calçados e confecções, setores beneficiados pela desoneração.

A Receita Federal não informou a previsão de receita com a elevação da Cofins, que entrará em vigor em dezembro. De acordo com Mombelli, o reajuste não tem objetivos fiscais e pretende apenas corrigir uma distorção que daria vantagem a produtos importados. “Desoneramos a folha de pagamento e criamos uma contribuição sobre o faturamento [dos fabricantes desses produtos] para a indústria nacional. Por uma questão de simetria, fizemos o mesmo com os itens importados”, explicou.


Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Justiça divulga balanço das campanhas de recall em 2014
Objetivo do recall é evitar ou minorar acidentes de consumo, além de reparar ou substituir o produto ou serviço defeituoso
Cerca de 93% dos titulares do Programa Bolsa Família são mulheres
Bolsa Família atende quem vive em situação de miséria e pobreza em todo País
Pronaf possui 340 mil contratos destinados às mulheres
Nesta safra, os investimentos exclusivos para as mulheres foram de quase R$ 2,5 bi, R$ 600 milhões a mais do que na safra anterior
Objetivo do recall é evitar ou minorar acidentes de consumo, além de reparar ou substituir o produto ou serviço defeituoso
Justiça divulga balanço das campanhas de recall em 2014
Bolsa Família atende quem vive em situação de miséria e pobreza em todo País
Cerca de 93% dos titulares do Programa Bolsa Família são mulheres
Nesta safra, os investimentos exclusivos para as mulheres foram de quase R$ 2,5 bi, R$ 600 milhões a mais do que na safra anterior
Pronaf possui 340 mil contratos destinados às mulheres

Últimas imagens

Portaria interministerial garantirá mais proteção à vítima de violência doméstica
Portaria interministerial garantirá mais proteção à vítima de violência doméstica
IBGE divulga estudo em que analisa os deslocamentos dos brasileiros nas grandes áreas de aglomerações urbanas
IBGE divulga estudo em que analisa os deslocamentos dos brasileiros nas grandes áreas de aglomerações urbanas
Benefício é liberado nos últimos 10 dias úteis de cada mês
Benefício é liberado nos últimos 10 dias úteis de cada mês
Exigência vale para os que estão há mais de dois anos sem revisar o cadastro ou que receberam aviso no extrato de pagamento
Exigência vale para os que estão há mais de dois anos sem revisar o cadastro ou que receberam aviso no extrato de pagamento
Assentamento fica entre três municípios sergipanos: Malhador, Santa Rosa e Riachuelo
Assentamento fica entre três municípios sergipanos: Malhador, Santa Rosa e Riachuelo
Divulgação/MDA

Governo digital