Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2011 > 10 > Benefício ao Idoso e à pessoa com deficiência

Cidadania e Justiça

Benefício ao Idoso e à pessoa com deficiência

Pessoas idosas e deficientes em situação incapacidade de ter vida independente podem ser beneficiadas com um salário mínimo mensal por meio do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC-LOAS)
por Portal Brasil publicado: 29/09/2011 16h52 última modificação: 28/07/2014 15h05
Atendimentos médico e dental são prestados na unidade de saúde ou casa dos pacientes

Atendimentos médico e dental são prestados na unidade de saúde ou casa dos pacientes

Os idosos com 65 anos ou mais e as pessoas com deficiência incapacitadas para a vida independente podem receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC), que assegura um salário mínimo mensal.

Para isso, os beneficiários precisam apenas comprovar que se enquadram nessa situação, além de ser necessário que a renda mensal bruta familiar per capita seja inferior a um quarto do salário mínimo vigente. O BPC é um direito assegurado pela Constituição Federal. O direito ao benefício está amparado também na Lei 10.741/03, que institui o Estatuto do Idoso.

Para ser beneficiário do BPC, não é preciso contribuir com a Previdência Social. Em 2011, estão sendo atendidos 3,8 milhões de pessoas, com investimento de R$ 20,1 bilhões.

O benefício deixa de ser pago quando há superação das condições que deram origem à concessão do benefício ou pela morte do beneficiário. O benefício assistencial é intransferível e, portanto, não gera pensão aos dependentes.

A gestão do BPC é realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), por intermédio da Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS), que é responsável pela implementação, coordenação, regulação, financiamento, monitoramento e avaliação. A operacionalização é realizada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os recursos para o custeio do BPC provêm do Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS).

Fontes:

Ministério da Previdência
Ministério de Desenvolvimento Social

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Conferência debate políticas para pessoa com deficiência
Acessibilidade, ‎inclusão e combate ao preconceito são alguns dos temas debatidos no encontro
Conferência debate discriminação contra LGBT
Conheça as proostas da 3ª Conferência de Políticas Públicas de Direitos Humanos de ‎LGBT
Conferência dos Direitos da ‪‎Pessoa Idosa debate saúde
Entre as principais demandas está a humanização do atendimento de saúde
Acessibilidade, ‎inclusão e combate ao preconceito são alguns dos temas debatidos no encontro
Conferência debate políticas para pessoa com deficiência
Conheça as proostas da 3ª Conferência de Políticas Públicas de Direitos Humanos de ‎LGBT
Conferência debate discriminação contra LGBT
Entre as principais demandas está a humanização do atendimento de saúde
Conferência dos Direitos da ‪‎Pessoa Idosa debate saúde

Últimas imagens

“É a luta do conservadorismo da elite contra uma população até então esquecida, casos dos negros, LGBTS e mulheres”, disse Eliana Emetéri
“É a luta do conservadorismo da elite contra uma população até então esquecida, casos dos negros, LGBTS e mulheres”, disse Eliana Emetéri
Foto: Blog do Planalto
Ação ocorreu na zona norte do Rio e na Baixada Fluminense
Ação ocorreu na zona norte do Rio e na Baixada Fluminense
Divulgação/EBc
Plano vai ser definido por representantes do ministério do Trabalho, OIT, governo estadual e Ministério Público
Plano vai ser definido por representantes do ministério do Trabalho, OIT, governo estadual e Ministério Público
Foto: Renato Alves / MTE
Na Câmara dos Deputados, representação das mulheres também é baixa, elas ocupam apenas 10% das cadeiras
Na Câmara dos Deputados, representação das mulheres também é baixa, elas ocupam apenas 10% das cadeiras
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil
Entidade diz ser fundamental ao Judiciário agir de acordo com a Constituição, que determina que qualquer investigação ou gravação envolvendo a presidenta da República deve ser previamente autorizada pelo Supremo Tribunal Federal
Entidade diz ser fundamental ao Judiciário agir de acordo com a Constituição, que determina que qualquer investigação ou gravação envolvendo a presidenta da República deve ser previamente autorizada pelo Supremo Tribunal Federal
Divulgação/OAB-RJ

Governo digital