Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2012 > 07 > Beneficiários do Bolsa Família com filhos até 6 anos e em extrema pobreza têm renda extra

Cidadania e Justiça

Beneficiários do Bolsa Família com filhos até 6 anos e em extrema pobreza têm renda extra

por Portal Brasil publicado: 06/07/2012 16h42 última modificação: 28/07/2014 16h20

 

Reforço para superar a extrema pobreza na primeira infância começou a ser pago em junho de 2012

 

O benefício de superação da extrema pobreza na primeira infância, parte do programa Brasil Carinhoso, é um novo benefício que compõe o Programa Bolsa Família, assim como o Benefício Básico e Variável. O objetivo é erradicar a extrema pobreza entre as famílias que possuem crianças entre 0 e 6 anos.

Terão direito ao benefício da primeira infância as famílias já incluídas no Bolsa Família com crianças de até 6 anos que continuem em situação de extrema pobreza, ou seja, tenham renda per capita menor ou igual a R$ 70.

O valor repassado a cada família será o valor necessário para que sua renda mensal por pessoa supere os R$ 70. Este benefício será único por família e seu cálculo será em intervalos de R$ 2.  Não há teto para esta transferência. Estima-se que o valor médio do benefício de superação da pobreza extrema na primeira infância ficará em torno de R$ 80 mensais por família.

As regras podem ser explicadas no seguinte exemplo, com uma família beneficiária do Bolsa Família composta por um casal e 1 filho de 3 anos. A renda mensal dessa família, antes do Bolsa Família, era de R$60, e depois do Bolsa Família, R$ 162. Ainda assim, essa família está em situação de extrema pobreza, pois a renda mensal por pessoa é de R$ 54 (R$ 162/3=R$ 54).

O benefício de superação da extrema pobreza na primeira infância deve elevar a renda mensal por pessoa para um valor acima de R$70. Assim, o cálculo do novo benefício será a diferença entre a renda per capita atual, de R$ 54, e o piso de R$ 70,01, igual a R$ 16,01. Essa família, de três membros, deverá receber então mais R$ 48,03 (3x R$ 16,01) com o novo benefício. Como ele é calculado em intervalo de R$ 2, a família passará a receber R$ 50 por mês a mais.

Assim como os outros benefícios do Bolsa Família, o referente à primeira infância será sacado no mesmo cartão do programa e no mesmo calendário de pagamento. Somente as famílias cadastradas e beneficiárias do Bolsa Família poderão sacar. Novas famílias poderão ter acesso a este benefício, após seu cadastramento e inclusão no programa. O novo benefício começou a ser pago em junho de 2012.

Os valores recebidos por outros programas de transferência de renda, municipais ou estaduais, não vão contar para o cálculo da renda per capita da família. As famílias deixarão de receber o benefício de superação da extrema pobreza na primeira infância quando tiverem sua inscrição no Bolsa Família cancelada, quando o valor da renda por pessoa for maior de R$ 70, sem o benefício, e quando a criança completar 7 anos, no mês de dezembro do ano do aniversário.

 

 

Leia mais:

Brasil Carinhoso destinou R$ 164,7 mi a famílias carentes em junho

Brasil Carinhoso começa a ser pago nesta segunda-feira (18) 

Extrema pobreza terá redução de 40% em junho

Brasil Carinhoso irá combater a miséria na primeira infância, diz presidenta Dilma

Brasil Carinhoso investirá R$ 10 bi para tirar crianças até 6 anos da extrema pobreza

 

Fonte:
MDA

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

"Temos dignidade no campo", diz agricultor mineiro
Conheça a história do agricultor de Minas Gerais, Willian Santos, que participou do Festival da Juventude Rural, em Brasília
Moradoras do campo enaltecem valor de se viver no meio rural
Conheça a história das agricultoras de Minas Gerais, Sionice Santiago e Jociene dos Santos, que participaram do Festival da Juventude Rural, em Brasília
Mazé Morais fala sobre a participação de jovens no Campo
Mazé Morais, secretaria de Juventude da Contag, comenta a participação da juventude rural brasileira durante evento
Conheça a história do agricultor de Minas Gerais, Willian Santos, que participou do Festival da Juventude Rural, em Brasília
"Temos dignidade no campo", diz agricultor mineiro
Conheça a história das agricultoras de Minas Gerais, Sionice Santiago e Jociene dos Santos, que participaram do Festival da Juventude Rural, em Brasília
Moradoras do campo enaltecem valor de se viver no meio rural
Mazé Morais, secretaria de Juventude da Contag, comenta a participação da juventude rural brasileira durante evento
Mazé Morais fala sobre a participação de jovens no Campo

Governo digital