Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2012 > 08 > INSS mandará carta para quem tem direito à revisão de benefício

Cidadania e Justiça

INSS mandará carta para quem tem direito à revisão de benefício

por Portal Brasil publicado: 06/08/2012 19h37 última modificação: 28/07/2014 16h19
EBC INSS mandará carta para quem tem direito à revisão

INSS mandará carta para quem tem direito à revisão

Segurados que têm direito ao reajuste receberão correspondência informando a data e o valor a ser pago

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai aumentar o valor dos benefícios de cerca de 491 mil segurados por incapacidade que ainda estão ativos. O reajuste ocorrerá a partir de janeiro de 2013. Entre 1999 e 2009 foram concedidos benefícios para 2,7 milhões de segurados. Além disso, 2,3 milhões de segurados, que já tiveram seus benefícios cessados, também receberão os atrasados referentes aos últimos cinco anos.

O Instituto informou, nesta segunda-feira (6), que os segurados não devem procurar as agências da Previdência Social para solicitar a revisão determinada pela justiça. Também não devem procurar o atendimento eletrônico do instituto, pois os procedimentos para aqueles que fazem juz à revisão serão automáticos.

De acordo com o órgão, a revisão é resultado de uma mudança no Decreto 3.048 de 1999, que alterou o regulamento da Previdência Social. Na época da concessão, o INSS considerou no cálculo dos benefícios os 20% menores salários de contribuição, o que reduziu o valor da renda mensal.

A estimativa é que a revisão tenha um impacto mensal de R$ 56 milhões. Por ano serão gastos R$ 728 milhões, considerando o pagamento do décimo terceiro salário. Já o pagamento dos atrasados será feito até 2022, com previsão de custo de R$ 7,7 bilhões

Os segurados que têm direito ao reajuste ou a valores atrasados receberão uma carta em suas residências informando a data e o valor a ser pago. O INSS ainda está estudando o prazo para o envio dessas cartas, que ocorrerá provavelmente a partir de janeiro de 2013.

Quem tem direito 

Os beneficiários que têm direito à revisão são aqueles cujos benefícios por incapacidade foram concedidos entre 1999 e 2009. É que, na época, o valor dos benefícios foi calculado levando em conta 100% dos salários de contribuição, quando o certo seria 80% dos maiores salários de contribuição, ou seja, foram considerados os 20% menores salários de contribuição.

Essa forma de calcular o valor do benefício prejudicou alguns segurados, principalmente aqueles que tinham menos de 144 contribuições de julho de 1994 à data da concessão do benefício.

 

Leia mais:

INSS libera pagamento do mês de julho para aposentados e pensionistas

Segurados aptos a se aposentarem por idade em agosto são comunicados via carta

Empresas devem informar ao empregado valores recolhidos ao INSS


Fonte: 

Agência Brasil
Ministério da Previdência

 

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

40 anos da Operação Condor mobiliza Mercosul na defesa dos direitos humanos
Confira como acessar o programa de Integridade da CGU para empresas privadas
Os objetivos de desenvolvimento sustentável propostos pela ONU
40 anos da Operação Condor mobiliza Mercosul na defesa dos direitos humanos
40 anos da Operação Condor mobiliza Mercosul na defesa dos direitos humanos
Confira como acessar o programa de Integridade da CGU para empresas privadas
Confira como acessar o programa de Integridade da CGU para empresas privadas
Os objetivos de desenvolvimento sustentável propostos pela ONU
Os objetivos de desenvolvimento sustentável propostos pela ONU

Últimas imagens

Campanha quer chamar a atenção para a variedade de sabores dos produtos da agricultura familiar e para as vantagens dos produtos orgânicos
Campanha quer chamar a atenção para a variedade de sabores dos produtos da agricultura familiar e para as vantagens dos produtos orgânicos
Divulgação/Agência Brasil
Imóveis rurais foram destinados ao assentamento de famílias no sul do Pará
Imóveis rurais foram destinados ao assentamento de famílias no sul do Pará
Divulgação/EBC
Reunião da Mesa Diretiva da Conferência Regional sobre a Mulher da América Latina e Caribe
Reunião da Mesa Diretiva da Conferência Regional sobre a Mulher da América Latina e Caribe
Divulgação/SPM
Casas foram construídas no assentamento Dom Pedro II, localizado no município de Boa Saúde, região do Agreste Potiguar
Casas foram construídas no assentamento Dom Pedro II, localizado no município de Boa Saúde, região do Agreste Potiguar
Divulgação/Incra
Em entrevista à Agência Brasil, secretário diz que é preciso construir política de educação em direitos humanos
Em entrevista à Agência Brasil, secretário diz que é preciso construir política de educação em direitos humanos
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Governo digital