Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2012 > 10 > Mais de 13 milhões de famílias recebem benefício que reduz a pobreza no País

Cidadania e Justiça

Mais de 13 milhões de famílias recebem benefício que reduz a pobreza no País

por Portal Brasil publicado: 31/10/2012 16h43 última modificação: 28/07/2014 16h19
Divulgação / Portal Planalto Além do Bolsa Família, famílias também tiveram sua renda complementada pelo Brasil Carinhoso

Além do Bolsa Família, famílias também tiveram sua renda complementada pelo Brasil Carinhoso

A maior parte dos pagamentos do Bolsa Família é para o Nordeste enquanto o Norte apresenta maior valor médio do benefício

No mês de outubro o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) aumentou o valor médio de pagamento ao Bolsa Família para R$ 1,83 bilhão aos participantes do Programa.

Cerca de 13,7 milhões de famílias foram beneficiadas até esta quarta-feira (31). O Programa Bolsa Família está inserido ao Plano Brasil Sem Miséria que trabalha para reduzir a pobreza e extrema pobreza do Brasil.

Do total de famílias atendidas pelo Programa, cerca de 2,2 milhões tiveram também a complementação do benefício da ação Brasil Carinhoso, que complementa a renda para famílias que ganham até R$ 70 mensais por pessoa. Em outubro, o MDS repassou R$ 186,3 milhões a estas famílias.

A maior parte dos pagamentos do Bolsa Família é para o Nordeste: R$ 942,7 milhões (51,3%), onde quase 7 milhões de famílias receberam o benefício de transferência de renda. Na região, o pagamento médio neste mês é de R$ 134,88. A Bahia segue sendo o estado com mais famílias beneficiadas, com pouco menos de 1,8 milhão que receberam R$ 237,8 milhões.

O Norte é a região que apresenta maior valor médio do benefício, chegando a R$ 150,24. Destaque para o Acre, com valor de R$ 173,05. Já o menor é no Sul, com média de R$ 126,88.

Brasil Carinhoso

A complementação de renda do Brasil Carinhoso alcançou, neste mês de outubro, R$ 186,3 milhões – o equivalente a um benefício médio de R$ 86,02 por família. Do mesmo modo que no mês anterior, a maior parte foi para o Nordeste do país (57%), seguida do Sudeste (19%), Norte (15%), Centro-Oeste (5%) e Sul (4%). A Bahia foi o estado com mais famílias beneficiadas pela ação: 310,2 mil.

A ação, que também integra o Plano Brasil Sem Miséria, reforça a transferência de renda e fortalece a educação, com aumento de vagas nas creches e cuidados adicionais na saúde, incluindo a suplementação de vitamina A, ferro e medicação gratuita contra asma.

Bolsa Família

O Programa Bolsa Família (PBF) é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o País. O Bolsa Família integra o Plano Brasil Sem Miséria, que tem como foco de atuação os 16 milhões de brasileiros com renda familiar per capita inferior a R$ 70 mensais, e está baseado na garantia de renda, inclusão produtiva e no acesso aos serviços públicos.

A seleção das famílias para o Bolsa Família é feita com base nas informações registradas pelo município no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, instrumento de coleta de dados que tem como objetivo identificar todas as famílias de baixa renda existentes no Brasil.

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, seleciona, de forma automatizada, as famílias que serão incluídas no Programa. No entanto, o cadastramento não implica a entrada imediata das famílias na ação e o recebimento do benefício.

 

Fonte:

MDS

Portal Brasil

 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Mais creches, mais escolas
Durante evento de abertura da Marcha da Margaridas, Maria das Neves, coordenadora da Juventude da União Brasileira de Mulheres (UBM), defende manutenção dos 18 anos como marco etário penal brasileiro.
As Margaridas são contra a PEC 171
"Nós compreendemos que, de fato, o Brasil tem uma dívida com esses jovens (...)", defende Alessandra Lunas, secretária de Mulheres Trabalhadoras Rurais da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag).
A Marcha das Margaridas 2015
Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) estima que 70 mil pessoas tenham ocupado gramado do Congresso Nacional em 2015.
Durante evento de abertura da Marcha da Margaridas, Maria das Neves, coordenadora da Juventude da União Brasileira de Mulheres (UBM), defende manutenção dos 18 anos como marco etário penal brasileiro.
Mais creches, mais escolas
"Nós compreendemos que, de fato, o Brasil tem uma dívida com esses jovens (...)", defende Alessandra Lunas, secretária de Mulheres Trabalhadoras Rurais da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag).
As Margaridas são contra a PEC 171
Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) estima que 70 mil pessoas tenham ocupado gramado do Congresso Nacional em 2015.
A Marcha das Margaridas 2015

Últimas imagens

Antiga reivindicação do setor pesqueiro, os CPGs é o local de debate entre o sociedade civil, setor pesqueiro e governo
Antiga reivindicação do setor pesqueiro, os CPGs é o local de debate entre o sociedade civil, setor pesqueiro e governo
Divulgação/ Ministério da Pesca e Aquicultura
Agricultores de municípios do RS começam a receber sementes
Agricultores de municípios do RS começam a receber sementes
Divulgação/ Ministério do Desenvolvimento Agrário
Informação como direito do cidadão tem se tornado cada dia uma realidade mais consistente
Informação como direito do cidadão tem se tornado cada dia uma realidade mais consistente
Divulgação/Blog da Previdência
Ao todo, são quatro categorias (Desenho, Redação I, Redação II e Redação III) que oferecerão prêmios aos três melhores trabalhos de cada série
Ao todo, são quatro categorias (Desenho, Redação I, Redação II e Redação III) que oferecerão prêmios aos três melhores trabalhos de cada série
Divulgação/Governo da BA
Ministra afirmou que cisternas são oportunidade para a população pobre que vive na zona rural
Ministra afirmou que cisternas são oportunidade para a população pobre que vive na zona rural
Divulgação/ MDS

Governo digital