Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2013 > 10 > Incra cria grupo para acompanhar quilombolas

Cidadania e Justiça

Incra cria grupo para acompanhar quilombolas

Reforma agrária

Primeiro encontro da Mesa Permanente debateu definição de territórios quilombolas no estado e abordou questões apresentadas por comunidade de Sergipe
por Portal Brasil publicado: 04/10/2013 16h51 última modificação: 30/07/2014 01h03
Divulgação/Incra-SE Lançamento da Mesa ocorreu no Auditório da Superintendência Regional do Incra, em Aracaju

Lançamento da Mesa ocorreu no Auditório da Superintendência Regional do Incra, em Aracaju

Foi realizado na manhã desta quinta-feira (3), no Auditório Manoel Silva Monteiro, na Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Aracaju (SE), o encontro que marcou o lançamento oficial da "Mesa Permanente de Regularização de Territórios Quilombolas em Sergipe".

O grupo, criado a partir de uma iniciativa da autarquia federal, foi lançado com o objetivo de identificar problemas, encaminhar soluções e contribuir com a divulgação dos processos de titulação nas áreas quilombolas em Sergipe. "A Mesa Permanente é um espaço importante para a abertura de um debate mais aprofundado sobre o desenvolvimento das políticas públicas destinadas às famílias quilombolas. A partir da criação desse grupo será possível dividir experiências, integrar e articular ações que irão impulsionar o desenvolvimento dessas comunidades", explicou o superintendente regional do Incra/SE, Leonardo Góes.

O primeiro encontro da Mesa Permanente debateu temas relacionados à definição de territórios quilombolas em Sergipe e abordou algumas das questões apresentadas por representantes da comunidade Lagoa dos Campinhos, em audiência pública realizada na última segunda-feira (30), em Amparo do São Francisco. "Além de trabalharmos sobre questões que envolvem todas as comunidades, nossa proposta é, também, iniciar um debate sobre o que foi levantado durante a Audiência Pública, para estabelecermos, com a maior brevidade possível, uma estratégia para fomentar o desenvolvimento em Lagoa dos Campinhos", afirmou Góes.

Além de representantes do Incra, a "Mesa Permanente de Regularização de Territórios Quilombolas em Sergipe" será composta também por membros do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), do Ministério Público Federal (MPF), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Secretaria do Patrimônio da União (SPU), da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), da Assembléia Legislativa de Sergipe (Alese), de comunidades quilombolas e organizações civis.

Em Sergipe, existem, ao todo, 4.217 famílias auto-reconhecidas como remanescentes de quilombos, vivendo em 25 comunidades reconhecidas pela Fundação Cultural Palmares.

Fonte:

Incra

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Governo reativa plano Juventude Viva
Objetivo é reduzir a vulnerabilidade de jovens expostos a situações de violência, com foco prioritário na juventude negra
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido
Objetivo é reduzir a vulnerabilidade de jovens expostos a situações de violência, com foco prioritário na juventude negra
Governo reativa plano Juventude Viva

Últimas imagens

Locais para saque do benefício são os terminais eletrônicos da Caixa, correspondentes Caixa Aqui e lotéricas
Locais para saque do benefício são os terminais eletrônicos da Caixa, correspondentes Caixa Aqui e lotéricas
Carlos Bassan/Prefeitura de Campinas (SP)
Documento passará a ter um novo funcionamento, totalmente virtual, na forma de aplicativo
Documento passará a ter um novo funcionamento, totalmente virtual, na forma de aplicativo
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Entrega dos títulos faz parte da política de titulação de lotes do Plano Nacional de Reforma Agrária
Entrega dos títulos faz parte da política de titulação de lotes do Plano Nacional de Reforma Agrária
Arquivo/Incra
Carga horária dos cursos disponíveis é de 20 horas e a duração, de três semanas. Inscrições pela internet
Carga horária dos cursos disponíveis é de 20 horas e a duração, de três semanas. Inscrições pela internet
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília
Na edição anterior, 693 alunos do programa foram medalhistas de ouro, prata e bronze
Na edição anterior, 693 alunos do programa foram medalhistas de ouro, prata e bronze
Foto: Sergio Amaral/MDS

Governo digital