Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2013 > 12 > MDS divulga calendário de pagamento do Bolsa Família em 2014

Cidadania e Justiça

MDS divulga calendário de pagamento do Bolsa Família em 2014

Parcelas

Primeiro pagamento do ano começa no dia 20 de janeiro. Saques serão realizados nos últimos 10 dias úteis de cada mês
por Portal Brasil publicado: 27/12/2013 13h14 última modificação: 30/06/2014 12h52

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e a Caixa Econômica Federal definiram o calendário de pagamentos do Programa Bolsa Família para o ano de 2014. O benefício é pago nos últimos 10 dias úteis de cada mês. Em janeiro, por exemplo, as famílias poderão sacar os recursos entre os dias 20 e 31.

Para saber em que dia sacar seu dinheiro, a família deve observar qual é o último algarismo do NIS (Número de Identificação Social) impresso no cartão do Bolsa Família. As famílias com cartões terminados em “1” recebem no primeiro dia do calendário de pagamento, os terminados em “2” no segundo dia e assim por diante.

Cartazes e filipetas com as datas começaram a ser distribuídos pela Caixa Econômica Federal para as agências bancárias, a casas lotéricas e a correspondentes bancários em todo o Brasil. A Central de Relacionamento do MDS (0800 707 2003) também presta esta informação.

De acordo com Caroline Paranayba, coordenadora geral de Concessão e Administração de Benefícios do MDS, é importante que os beneficiários utilizem corretamente o cartão do Bolsa Família. Ele é intransferível, e, para evitar problemas, recomenda-se que a senha seja de conhecimento apenas do responsável familiar: “Além disso, no momento do saque, as famílias têm direito a receber o valor integral do benefício. Ninguém deve ser induzido a pagar qualquer quantia ou a comprar produtos no estabelecimento onde realizou o saque”.

Confira o calendário de pagamento do Bolsa Família em 2014

Fonte:
Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Visita à Rede Sarah mostra avanços na estimulação de crianças
O Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, e a embaixadora do Programa Criança Feliz, primeira-dama Marcela Temer, visitaram na quarta-feira (16) unidade Rede Sarah, em Brasília
Ministério da Justiça tem curso de educação financeira
Curso online e gratuito, busca orientar participantes sobre questões como orçamento doméstico e cálculo de despesas e receitas
Representantes do Cone Sul se reúnem para debater ações de criminalidade
Países do Cone Sul irão se reunir no Palácio do Itamaraty nesta semana
O Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, e a embaixadora do Programa Criança Feliz, primeira-dama Marcela Temer, visitaram na quarta-feira (16) unidade Rede Sarah, em Brasília
Visita à Rede Sarah mostra avanços na estimulação de crianças
Curso online e gratuito, busca orientar participantes sobre questões como orçamento doméstico e cálculo de despesas e receitas
Ministério da Justiça tem curso de educação financeira
Países do Cone Sul irão se reunir no Palácio do Itamaraty nesta semana
Representantes do Cone Sul se reúnem para debater ações de criminalidade

Últimas imagens

Levou-se em consideração a necessidade de estudos para a avaliar efetividade da exigência
Levou-se em consideração a necessidade de estudos para a avaliar efetividade da exigência
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Cada familia recebeu uma unidade habitacional no valor total de R$ 33 mil
Cada familia recebeu uma unidade habitacional no valor total de R$ 33 mil
Divulgação/Incra
O sistema possui atualmente 352 empresas cadastradas
O sistema possui atualmente 352 empresas cadastradas
Marcos Santos/USP Imagens
A iniciativa é do Ministério da Justiça e Cidadania e Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas
A iniciativa é do Ministério da Justiça e Cidadania e Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas
Foto: Isaac Amorim/Ministério da Justiça
A titulação de terras é importante porque dá segurança jurídica aos assentados
A titulação de terras é importante porque dá segurança jurídica aos assentados
Divulgação/Incra (TO)

Governo digital