Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2014 > 03 > Aplicativo que identifica carros roubados já tem 740 mil downloads

Cidadania e Justiça

Aplicativo que identifica carros roubados já tem 740 mil downloads

Tecnologia

Sinesp Cidadão (Chekplaca), instalado em smartphones e computadores, já teve mais 12 milhões de consultas e 500 veículos recuperados
por Portal Brasil publicado: 21/03/2014 17h41 última modificação: 30/07/2014 01h23

O aplicativo Sinesp Cidadão – Chekplaca-, da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ), alcançou no último dia 9 de março um total de 739.272 downloads. O programa, que pode ser usado em aparelhos com sistemas operacionais Android, IOS e computadores foi baixado por 152.011 usuários da Apple e 587.261 clientes que usam os serviços da Google Play.

O Chekplaca permite que o cidadão verifique a situação de qualquer veículo no Brasil. Para isso, basta que a pessoa digite a placa do automóvel e aguarde alguns segundos para que o aplicativo informe o modelo e a situação do veículo junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O programa mostra se o carro tem alguma ocorrência no Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Sinesp/MJ), se é roubado ou furtado.

Caso o aplicativo detecte alguma irregularidade, o programa alerta o usuário e dá a opção de ligar para a polícia, que envia uma equipe ao local para averiguar a situação. Atualmente, o aplicativo tem sido usado também por forças policiais do País, que tentam diminuir os números de roubos, furtos e clonagem de veículos.

Desde o lançamento do aplicativo, em dezembro de 2013, mais de 12 milhões de consultas foram feitas e mais de 500 veículos foram recuperados com a ajuda do Chekplaca.

Para baixar o aplicativo gratuitamente, o cidadão deve pesquisar “Sinesp Cidadão”, nas lojas da Apple ou Google Play. A consulta ainda pode ser realizada através do link.

Fonte:
Ministério da Justiça

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Operação Carnaval soma menos vítimas fatais em 8 anos
Foram 2,7 mil acidentes, 22% a menos do que em 2014 e 120 mortes, sendo 14 delas em Minas Gerais, o estado que mais registrou vítimas fatais
Carnaval impulsiona campanhas de segurança no trânsito
Álcool, celular, velocidade e direção não combinam. É o que explica a atriz Rosângela Lima, que participou de uma ação de conscientização em Brasília
Instituída comissão para combater violência contra LGBT
Portaria foi publicada no Diário Oficial da União nessa terça-feira (10)
Foram 2,7 mil acidentes, 22% a menos do que em 2014 e 120 mortes, sendo 14 delas em Minas Gerais, o estado que mais registrou vítimas fatais
Operação Carnaval soma menos vítimas fatais em 8 anos
Álcool, celular, velocidade e direção não combinam. É o que explica a atriz Rosângela Lima, que participou de uma ação de conscientização em Brasília
Carnaval impulsiona campanhas de segurança no trânsito
Portaria foi publicada no Diário Oficial da União nessa terça-feira (10)
Instituída comissão para combater violência contra LGBT

Últimas imagens

Benefício é liberado nos últimos 10 dias úteis de cada mês
Benefício é liberado nos últimos 10 dias úteis de cada mês
Exigência vale para os que estão há mais de dois anos sem revisar o cadastro ou que receberam aviso no extrato de pagamento
Exigência vale para os que estão há mais de dois anos sem revisar o cadastro ou que receberam aviso no extrato de pagamento
Assentamento fica entre três municípios sergipanos: Malhador, Santa Rosa e Riachuelo
Assentamento fica entre três municípios sergipanos: Malhador, Santa Rosa e Riachuelo
Divulgação/MDA
Com a conclusão do processo, a autarquia criará um projeto de assentamento com capacidade para abrigar a 200 famílias
Com a conclusão do processo, a autarquia criará um projeto de assentamento com capacidade para abrigar a 200 famílias
Divulgação/Incra
Greve afronta a Constituição Federal de 1988,  que proíbe a sindicalização e a greve aos militares
Greve afronta a Constituição Federal de 1988, que proíbe a sindicalização e a greve aos militares
Divulgação/AGU

Governo digital