Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2014 > 03 > Brasil conquista primeira geração de crianças sem fome

Cidadania e Justiça

Brasil conquista primeira geração de crianças sem fome

Nutrição

Tereza Campello fez balanço do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional durante conferência em Brasília
por Portal Brasil publicado: 19/03/2014 16h09 última modificação: 30/07/2014 01h23
Divulgação/MEC Com investimentos de R$ 3,3 bi, o Programa Nacional de Alimentação Escolar já beneficiou 43 milhões de estudantes

Com investimentos de R$ 3,3 bi, o Programa Nacional de Alimentação Escolar já beneficiou 43 milhões de estudantes

O Brasil se orgulha de ser uma das primeiras nações latino-americanas a quebrar o ciclo geracional da pobreza que há séculos domina a história do País. “Já estamos vivendo a primeira geração de crianças sem fome no Brasil, com acesso à alimentação, à escola e a serviços”, afirmou a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, na abertura da abertura da 4ª Conferência de Segurança Alimentar e Nutricional +2. O encontro começou na terça-feira (18), em Brasília, e prossegue até quinta-feira (20).

A ministra destacou que o Plano Brasil Sem Miséria, os programas de transferência de renda do governo federal, como o Bolsa Família, que mantém 36 milhões de brasileiros fora da extrema pobreza, a redução dos índices de desnutrição e da mortalidade infantil e a manutenção das crianças nas escolas contribuem para a evolução dos indicadores sociais brasileiros. “Estamos a um passo de comemorar a superação da desnutrição aguda no País. O Brasil que encontramos em 2003 não existe mais”, ressaltou, ao apresentar o balanço das ações do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional 2012-2015. O índice de desnutrição aguda – déficit de peso para a idade – em crianças menores de cinco anos é inferior a 1,8%.

Segundo Tereza Campello, as crianças brasileiras estão nas escolas e se alimentando bem. Essa mudança se deve às iniciativas do governo para garantir segurança alimentar nas escolas e na rede socioassistencial. Mais de 81% dos estados e municípios já compram produtos da agricultura familiar. Com investimentos de R$ 3,3 bilhões, o Programa Nacional de Alimentação Escolar já beneficiou 43 milhões de estudantes da rede pública.

Superação

O Brasil superou, em 2012, a meta dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio da Organização das Nações Unidas (ONU) de reduzir a mortalidade infantil em dois terços até 2015.  Em 1990, o País registrava 62 mortes por mil nascidos vivos. Em 2012, essa relação baixou para 14 mortes por mil nascidos vivos.  “Somos o País que mais reduziu a mortalidade infantil”, destacou Tereza Campello. Entre 2008 e 2012, essa queda foi maior na região do Semiárido.

Em 2011, a região Nordeste reduziu em 50% a taxa de mortalidade infantil, superando o índice da média nacional, que obteve redução de 40%. Em seguida vêm as regiões Sul (34%) e Sudeste (33%). Nas regiões Norte e Centro-Oeste, esses índices foram de 28% e 26%, respectivamente.

Indicadores

Ao apresentar a evolução dos indicadores sociais da última década, a ministra Tereza Campello disse que o País tem estabelecido metas ousadas, o que nos coloca em outro patamar de desenvolvimento. “O Brasil reduziu a pobreza, de 24,25%, em 2002, para 8,55%, em 2012. E a extrema pobreza caiu de 8,8% para 3,5%, no mesmo período. O investimento do governo federal nas políticas de segurança alimentar e nutricional quintuplicou entre 2004 e 2013. “Nesse período, o orçamento na área saltou de R$13,4 bilhões para R$ 77 bilhões. Entre 2011 e 2013, o governo Dilma duplicou o orçamento”, afirmou.

“O Brasil é uma referência mundial. Todos querem saber como conseguimos tantos avanços em tão pouco tempo. Reduzimos a pobreza e as desigualdades sociais, valorizamos o salário mínimo, aumentamos a renda dos brasileiros e melhoramos a qualidade de vida das mulheres, dos pretos e pardos e das populações mais pobres que vivem nas periferias”, ressaltou a ministra.

Sociedade

Segundo Tereza Campello, os indicadores sociais revelam os impactos positivos das políticas públicas adotadas nos governos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidenta Dilma Rousseff, a partir de 2003, com ampla participação da sociedade civil. “Avançamos muito nos últimos 10 anos e uma das primeiras conquistas foi trazer as políticas públicas de segurança alimentar e nutricional e a de combate à fome na agenda política do País”, assinalou. De acordo com ela, a recriação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) pelo presidente Lula estreitou a parceria entre o governo e a sociedade e contribuiu para as conquistas sociais da última década.

Promovida pelo Consea, em parceria com o MDS e a Câmara interministerial de Segurança Alimentar (Caisan), a conferência reúne 350 representantes do governo, dos estados, da sociedade civil e de organismos internacionais que defendem o direito à alimentação adequada.

Fonte:
Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido

Últimas imagens

Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Foto: Eduardo Aigner/MDA
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Governo digital