Cidadania e Justiça

Assistência Social

Ligue 132 realizou mais de dois mil atendimentos em fevereiro

A maioria das ligações de fevereiro foi realizada por usuários de drogas (27%) e parentes de usuários (25,5%)
publicado: 18/03/2014 19h07, última modificação: 22/12/2017 10h56

Serviço que oferece orientações e informações sobre os riscos do uso de drogas já atendeu quase 5 mil ligações em 2014. SP foi o estado com o maior número de chamadas, com 25% dos atendimentos, seguido do RS (7,9%) e RJ (4,9%) Brasília, 18/03/2014 – O serviço Ligue 132, que oferece orientações e informações sobre os riscos do uso de drogas, realizou 2.354 atendimentos no mês de fevereiro, totalizando 4.849 no ano de 2014.

A maioria das ligações de fevereiro foi realizada por usuários de drogas (27%) e parentes de usuários (25,5%).

São Paulo foi o estado com o maior número de ligações, com 25% dos atendimentos, seguido do Rio Grande do Sul, com 7,9%, e Rio de Janeiro com 4,9%. 

A cocaína continua sendo a droga mais questionada no Ligue 132 (45,5% dos atendimentos), seguido pelo álcool (38,1%) e maconha (24,7%).

Inaugurado em 2005, o Ligue 132 é um serviço do programa “Crack, é possível vencer” do governo federal em parceria com Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e AMTEPA. O objetivo do programa é prevenir o uso de drogas no país. Os atendimentos ocorrem 24 horas por dia. O serviço é gratuito e sigiloso.

Os usuários de drogas também podem optar por um acompanhamento do Ligue 132 pelo telefone. Assim, o serviço irá retornar as ligações para continuar orientando indivíduos no tratamento.

Fonte:
Ministério da Justiça

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems