Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2014 > 10 > Órgãos públicos fazem sites para divertir e educar

Cidadania e Justiça

Órgãos públicos fazem sites para divertir e educar

Cidadania na infância

Espaços dirigidos às crianças e aos adolescentes têm jogos e animações que passam informações de maneira didática e lúdica
por Portal Brasil publicado: 12/10/2014 18h31 última modificação: 12/10/2014 18h31

A Secretaria de Direitos Humanos elaborou um compilado de sites de diversos órgãos e instituições públicas com conteúdo para o público infanto-juvenil se informar desde cedo sobre direitos e deveres. Entre eles estão o Ministério Público Federal (MPF), o Superior Tribunal de Justiça (STJ), a Receita Federal e a Câmara dos Deputados.

Os espaços dirigidos às crianças e aos adolescentes têm jogos e animações que transmitem informações relevantes de maneira didática e lúdica.

É possível consultar dados sobre os Três Poderes, explicações sobre como funcionam importantes instituições e encontrar ponderações sobre os direitos e responsabilidades de cada cidadão. Confira abaixo alguns exemplos desses sites.

Turminha do MPF – O ambiente virtual, criado em 2009, nasceu de uma demanda de estudantes que visitavam o Ministério Público Federal e depois procuravam o seu sítio eletrônico em busca de materiais para pesquisas escolares. Desta demanda por conteúdo em uma linguagem compreensível e agradável para o público infanto-juvenil, nasceu o Turminha do MPF, totalmente idealizado, criado e finalizado pelos servidores da Secretaria de Comunicação da Procuradoria Geral da República (PGR). O objetivo é estimular o exercício da cidadania e difundir o papel do Ministério Público Federal.

Plenarinho Câmara – A elaboração de conteúdos para crianças e adolescentes teve início em 2004. Foi ao ar com a primeira edição do Parlamento Jovem, quando estudantes do Ensino Médio participaram de uma simulação de atividades da Câmara, como se fossem parlamentares. Em 2006, começou a ser gravado o Programa Câmara Ligada, da Rádio e TV Câmara, voltado para os jovens. Há ainda programas de Educação para a Democracia. A ideia surgiu para ajudar as crianças e os adolescentes a desenvolverem o senso de cidadania, democratizando o acesso a informações legislativas e divulgando a importância da Casa para a democracia. A iniciativa conta com ações que estimulam a participação das crianças, como a Câmara Mirim, um concurso anual de projetos de lei aberto aos estudantes do 5º ao 9º ano do país. Todo ano, três projetos são selecionados, e os autores vêm a Brasília, onde defendem suas propostas na Sessão Mirim, composta por outras crianças.

TCU para Crianças – Foi criado em 2006 para orientar os cidadãos sobre a importância de prestação de contas e da fiscalização do gasto público, lembrando-as que a qualidade dos serviços públicos é um direito e depende da participação de todos. Para o TCU, estas são lições que podem ser repassadas às crianças, que representam o futuro do país.

Edukatu - O Instituto Akatu produz conteúdos que buscam conscientizar crianças e jovens a respeito do consumo consciente. Há cinco anos, o instituto lançou o projeto para a infância. No início, o  trabalho era destinado a ações em escolas. Posteriormente, se tornou o site Akatu Mirim, com jogos e outros conteúdos que buscam ir além do público escolar. Recentemente, lançaram o Edukatu, o mais novo projeto do instituto voltado para jovens e crianças.

Fonte:

Secretaria de Direitos Humanos

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido

Últimas imagens

Inscrições para o programa foram prorrogadas até 3 de novembro. Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único e ter mais de 15 anos
Inscrições para o programa foram prorrogadas até 3 de novembro. Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único e ter mais de 15 anos
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Foto: Eduardo Aigner/MDA
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Governo digital