Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2015 > 02 > ONU Brasil lança campanha por um carnaval sem violência contra as mulheres

Cidadania e Justiça

ONU Brasil lança campanha por um carnaval sem violência contra as mulheres

Violência de Gênero

Videos e compartilhamentos nas redes sociais traçam rota da paquera sem abordagens agressivas
por Portal Brasil publicado: 10/02/2015 11h11 última modificação: 10/02/2015 11h11
Divulgação/SPM Mulheres e homens fantasiados e vivenciando o carnaval em pé de igualdade. Este é o conceito da campanha

Mulheres e homens fantasiados e vivenciando o carnaval em pé de igualdade. Este é o conceito da campanha

Com o apoio institucional das Secretarias de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) e do Rio de Janeiro (SPM-Rio), iniciativa traça rota da paquera sem abordagens agressivas e apresenta conteúdos para a internet e para os públicos do Rio de Janeiro, Salvador e Brasília.

No clima da diversão carnavalesca e da paquera, a campanha “Neste carnaval, perca a vergonha, mas não perca o respeito” começou, nesta segunda-feira (9), para chamar a atenção de foliãs e foliões sobre a importância de manter a festa livre de assédio e violência.

Ao slogan principal, somam-se os comandos “Neste carnaval, perca a vergonha. Denuncie. Ligue 180” e “Neste carnaval, perca a vergonha. Proteja-se. Use camisinha.”

Segundo pesquisa do Instituto Avon/Data Popular, realizada em dezembro de 2014, 96% da juventude considera que existe machismo no Brasil, 53% das mulheres jovens e 49% dos homens jovens aprovam valores machistas e 78% delas já foram assediadas em locais públicos.

Além disso, uma outra pesquisa conduzida pelo Ministério da Saúde e divulgada em janeiro de 2015, revela que 45% da população não usa camisinha nas relações sexuais. 

“Centramos nossa energia nos 20 anos da Plataforma de Ação de Pequim por meio da campanha “Empoderar Mulheres. Empoderar a Humanidade. Imagine!”, para ampliar o alcance da mensagem pelos direitos das mulheres no carnaval brasileiro", explica Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres Brasil. 


A campanha orienta a população sobre como identificar atitudes violentas, o que fazer e quais os serviços existentes para esses casos e como se prevenir de doenças sexualmente transmissíveis, HIV e aids.

Divulgação

As peças da campanh serão exibidas para os públicos de Salvador em 10 outdoors e 285 mobiliários urbanos de Brasília, e em anúncios no jornal Destak e na Revista de Desfiles do Rio de Janeiro.

Acompanhe a postagem de peças para as redes sociais no facebook.com/onumulheresbrasil e compartilhe os conteúdos com a hastag #naopercaorespeito

Fonte: 
Secretaria de Políticas para as Mulheres
ONU Mulheres 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasil lança campanha contra a exploração de crianças e adolescentes
O Ministério do Turismo lançou uma campanha de combate à violência contra crianças e adolescentes no Carnaval. Em 2016, o Disque 100 recebeu 77.290 denúncias em todo o Brasil. Destas, 400 foram feitas durante o período
Defensores públicos vão realizar mutirão para avaliar situação jurídica de detentos
Ministério da Justiça fechou um acordo com a Defensoria Pública da União para fazer a revisão de processos de presos de cadeias públicas de vários estados
Ministro explica integração das ações do Plano Nacional de Segurança
O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, explica como ocorrerá a integração das ações do Plano Nacional de Segurança
O Ministério do Turismo lançou uma campanha de combate à violência contra crianças e adolescentes no Carnaval. Em 2016, o Disque 100 recebeu 77.290 denúncias em todo o Brasil. Destas, 400 foram feitas durante o período
Brasil lança campanha contra a exploração de crianças e adolescentes
Ministério da Justiça fechou um acordo com a Defensoria Pública da União para fazer a revisão de processos de presos de cadeias públicas de vários estados
Defensores públicos vão realizar mutirão para avaliar situação jurídica de detentos
O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, explica como ocorrerá a integração das ações do Plano Nacional de Segurança
Ministro explica integração das ações do Plano Nacional de Segurança

Últimas imagens

MDSA repassou R$ 3 bilhões diretamente aos fundos, valor que possibilitou o pagamento de todas as despesas de 2014 e 2015
MDSA repassou R$ 3 bilhões diretamente aos fundos, valor que possibilitou o pagamento de todas as despesas de 2014 e 2015
Divulgação/Prefeitura de São Paulo
O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou a permanência em portaria publicada nesta quinta-feira
O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou a permanência em portaria publicada nesta quinta-feira
Arquivo/Agência Brasil
Para ser beneficiado, o morador não poderá ser proprietário de outro imóvel urbano ou rural
Para ser beneficiado, o morador não poderá ser proprietário de outro imóvel urbano ou rural
Fernando Frazão/Agência Brasil
Foram discutidas alterações no Estatuto da Criança e do Adolescente referentes ao direito à convivência familiar
Foram discutidas alterações no Estatuto da Criança e do Adolescente referentes ao direito à convivência familiar
Divulgação/Prefeitura de São Gonçalo (PA)
Para saber quando sacar o dinheiro, a família deve observar o último dígito do número impresso no cartão
Para saber quando sacar o dinheiro, a família deve observar o último dígito do número impresso no cartão
Foto: Gov. Espírito Santo

Governo digital