Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2015 > 06 > Prisões não diminuem violência, diz socióloga

Cidadania e Justiça

Prisões não diminuem violência, diz socióloga

Maioridade penal

Autora do estudo “Mapa do Encarceramento: Os Jovens no Brasil”, feito em parceria com as Nações Unidas, Jacqueline Sinhoretto afirma que não há correlação entre encarceramento e redução da criminalidade
por Portal Brasil publicado: 03/06/2015 19h32 última modificação: 03/06/2015 19h32

“Os estados onde a população prisional mais cresceu não são os estados onde a violência diminuiu. Não existe essa correlação”. O argumento é da socióloga Jacqueline Sinhoretto, autora do Mapa do Encarceramento: Os Jovens do Brasil, lançado nesta quarta-feira (2), na sede da Secretaria Nacional de Juventude (SNJ). Em depoimento exclusivo ao Portal Brasil, a pesquisadora afirmou que a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 171), que propõe diminuir o marco etário penal para 16 anos, poderá intensificar os problemas relativos à segurança no Brasil.

“A proposta de redução da maioridade penal não terá eficácia para combater a violência”, analisa. “Se essa população jovem e essa população negra, que não têm o perfil criminal muito violento, ingressarem nas cadeias, nós vamos agravar o problema de superlotação, sem que isso tenha o potencial de diminuir a violência”, acrescentou Jacqueline.  

Para resolver o problema da segurança, defende a socióloga, são necessárias medidas de prevenção da violência aliadas a políticas públicas. “O que os números mostram para a gente é que o encarceramento tem sido visto como a única aposta e ela não tem sido bem sucedida”, criticou.

O secretário Nacional de Juventude, Gabriel Medina, defendeu a ampliação das políticas públicas para os mais pobres como saída para o problema da segurança no País. “Como se viu nos estudos, o Brasil prende muito e prende muito mal”, afirmou. “Apenas prender não resolve o problema”, completou.

Tratados internacionais

Jorge Chediek, coordenador-residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), lembrou que a aprovação da PEC 171 desrespeitaria tratados internacionais. “O Brasil tem melhorado muito sua condição nos últimos 20 anos, mas ainda tem uma assinatura pendente, que é a redução da violência”, disse.

De acordo com Chediek, a sociedade precisa de uma resposta mais abrangente ao problema da violência. Ele afirmou que a ONU se posiciona contra a PEC 171. “Achamos que a redução da maioridade penal não é uma resposta para esses problemas. Por um lado, não respeita as tendências internacionais. Por outro, não vai resolver o problema da violência dos jovens, que são as maiores vítimas”.  

 

Fonte: Portal Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Governo reativa plano Juventude Viva
Objetivo é reduzir a vulnerabilidade de jovens expostos a situações de violência, com foco prioritário na juventude negra
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido
Objetivo é reduzir a vulnerabilidade de jovens expostos a situações de violência, com foco prioritário na juventude negra
Governo reativa plano Juventude Viva

Últimas imagens

Documento passará a ter um novo funcionamento, totalmente virtual, na forma de aplicativo
Documento passará a ter um novo funcionamento, totalmente virtual, na forma de aplicativo
Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília
Entrega dos títulos faz parte da política de titulação de lotes do Plano Nacional de Reforma Agrária
Entrega dos títulos faz parte da política de titulação de lotes do Plano Nacional de Reforma Agrária
Arquivo/Incra
Carga horária dos cursos disponíveis é de 20 horas e a duração, de três semanas. Inscrições pela internet
Carga horária dos cursos disponíveis é de 20 horas e a duração, de três semanas. Inscrições pela internet
Foto: Toninho Tavares/Agência Brasília
Na edição anterior, 693 alunos do programa foram medalhistas de ouro, prata e bronze
Na edição anterior, 693 alunos do programa foram medalhistas de ouro, prata e bronze
Foto: Sergio Amaral/MDS
Em Alto Bonito (MA), foram resgatados 19 trabalhadores e em Cacimba (MA), mais seis
Em Alto Bonito (MA), foram resgatados 19 trabalhadores e em Cacimba (MA), mais seis
Divulgação/Ministério do Trabalho

Governo digital