Cidadania e Justiça

Normatização

Contran torna obrigatório uso do simulador de direção

Os Centros de Formação de Condutores têm até dia 31 de dezembro para se adaptarem às novas regras
publicado: 21/07/2015 12h05, última modificação: 23/12/2017 10h59
 Simulador de direção

As aulas deverão ocorrer após o aluno ter feito o curso teórico e antes de iniciar a prática nas ruas - Foto: Ministério das Cidades

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran), órgão do Ministério das Cidades, publicou nesta segunda-feira (20), no Diário Oficial da União, portaria que torna obrigatória a utilização do simulador de direção veicular nos centros de formação de condutores (CFCs). Segundo o órgão, o pedido da volta da obrigatoriedade partiu dos Departamentos de Trânsito (Detrans) de todo o País.

Até agora, somente os estados do Rio Grande do Sul, Acre, Paraíba e Alagoas exigem as aulas nos simuladores.´

O que muda

Os candidatos à obtenção da Carteira Nacional de Habilitação ou aqueles motoristas que irão mudar de categoria, serão obrigados a fazer, no mínimo, cinco horas/aula, de simulação, sendo uma com conteúdo noturno. As aulas deverão ocorrer após o aluno ter feito o curso teórico e antes de iniciar a prática nas ruas. Inicialmente a determinação vale para os que vão dirigir carros de passeios, na categoria B. Numa segunda etapa, será obrigatório o uso do simulador para quem dirigir veículos comerciais, caminhão, ônibus e motos.

Segundo o presidente do Contran, Alberto Angerami, a maior preocupação é com a segurança no trânsito. "Já tivemos bons resultados nos sstados que aplicaram a medida, principalmente no Rio Grande do Sul, onde foi registrada redução do número de acidentes após a obrigatoriedade do simulador”, explicou.

Fonte:

Ministério das Cidades 

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems