Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2016 > 02 > Acidentes graves nas estradas federais têm redução de 58% neste Carnaval

Cidadania e Justiça

Acidentes graves nas estradas federais têm redução de 58% neste Carnaval

Segurança no trânsito

Incidentes considerados graves por milhão de veículos nas rodovias federais caíram de 4,7, em 2015, para 1,9 no feriado deste ano
por Portal Brasil publicado: 12/02/2016 16h00 última modificação: 12/02/2016 20h02

A taxa de acidentes graves nas rodovias federais teve uma queda de 58% durante o Carnaval de 2016, em relação à taxa do mesmo período no ano passado. A cada milhão de veículos da frota em circulação durante o feriado, 1,97 acidente deixou ao menos uma vítima gravemente ferida ou levou à morte. Houve também uma queda de 9% na taxa de óbitos por número de veículos, com 1,18 mortes por milhão. Os dados são da Operação Carnaval 2016, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), e apontam reduções em todos os índices em relação a 2015.

De acordo com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, os resultados foram consequências da valorização da polícia, melhoria na gestão e aumento do uso de tecnologias na fiscalização das rodovias federais. “O resultado foi espetacular, superou nossas próprias expectativas. Os números em queda demonstram a eficácia e boa gestão da PRF, sem cortes de gastos, e sim com otimização dos gastos. Se eu gasto a mesma coisa e tenho resultados melhores, isso significa uma boa gestão” , disse durante coletiva em Brasília.

Em números absolutos (quando se desconsidera o número de veículos em circulação), a redução de acidentes foi de 40% em relação a 2015, com 1.704 ocorrências; o número de acidentes graves diminuiu 55% em comparação ao ano passado, com 185 ocorrências pelas rodovias federais brasileiras. O número de feridos teve redução de 11%, com 1.643 durante o carnaval, e com redução de 9% no número absoluto de óbitos, com 106 mortes devido a acidentes. Em uma análise histórica, em cinco anos, houve redução de 60% do número de acidentes e de 51% do número de óbitos nas estradas federais.

Com as taxas e números atuais, o Brasil cumpre a meta das Organizações das Nações Unidas (ONU) de reduzir em 50% o número de mortos. O compromisso foi assumido pelo País em 2011.

Mistura de álcool e direção ainda é problema constante

Segundo diretora-geral da PRF, inspetora Maria Alice Nascimento Souza, ainda há muita irresponsabilidade ao misturar bebidas alcóolicas e direção nas estradas. Durante o feriado do carnaval, um teste de alcoolemia, conhecido como bafômetro, foi realizado a cada sete minutos.

Ao todo, 1.347 condutores embriagados foram retirados das rodovias e 162 foram presos por apresentarem índice de alcoolemia superior a 0,3 miligrama de álcool por litro de ar. Atualmente, a penalidade para quem bebe e se arrisca ao volante é multa de R$ 1.915,40 e suspensão do direito de dirigir. Já para quem foi preso, a pena é de detenção de seis meses a três anos.

Ainda segundo a diretora-geral, a fiscalização e as ações da Polícia Rodoviária Federal contribuíram para a queda estimada de R$ 4,8 bilhões no chamado custo social, ou seja, dinheiro que seria gasto na área de saúde, previdência e manutenção de rodovias devido a acidentes. Segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgada em 2015, um acidente fatal gera um custo médio de R$ 647 mil.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Justiça

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Para combater o uso de drogas e aumentar a segurança nas estradas, o Denatran lançou novas regras para os exames que detectam essas substâncias nos condutores
Governo lança novas regras para exames toxicológicos em condutores
Brasil teve, em dez anos, um aumento de 221% no serviço de recall. A partir de agora, os consumidores vão ter pela internet uma nova maneira de se manterem informados sobre os produtos adquiridos
Consumidores recebem comunicado de recall pela internet
O semiárido representa quase 20% do território brasileiro. As cisternas captam e armazenam água da chuva
Parceria entregou mais de 100 mil cisternas para moradores do semiárido

Últimas imagens

Inscrições para o programa foram prorrogadas até 3 de novembro. Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único e ter mais de 15 anos
Inscrições para o programa foram prorrogadas até 3 de novembro. Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único e ter mais de 15 anos
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Foto: Eduardo Aigner/MDA
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Governo digital