Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2016 > 06 > Força Nacional é autorizada a atuar em confronto no MS

Cidadania e Justiça

Força Nacional é autorizada a atuar em confronto no MS

Segurança pública

Equipe vai auxiliar as polícias militar, federal e rodoviária federal a preservar a segurança das pessoas e do patrimônio
por Portal Brasil publicado: 15/06/2016 00h00 última modificação: 16/06/2016 09h24
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil A decisão foi tomada após o ministro entrar em contato com o governador de MS, Reinaldo Azambuja, que solicitou o apoio da Força Nacional na região

A decisão foi tomada após o ministro entrar em contato com o governador de MS, Reinaldo Azambuja, que solicitou o apoio da Força Nacional na região

O ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, autorizou o envio da tropa da Força Nacional para reforçar a segurança pública no município de Caarapó, no sudoeste do Mato Grosso do Sul. No local, ocorreu conflito entre indígenas e fazendeiros na última terça-feira (14), resultando na morte de um índio e outros feridos. 

A decisão foi tomada após o ministro entrar em contato com o governador de MS, Reinaldo Azambuja, que solicitou o apoio da Força Nacional na região. 

Moraes acompanhou com atenção o problema desde o início, quando determinou rigorosa apuração dos fatos. A Força Nacional irá auxiliar as polícias militar, federal e rodoviária federal, a fim de restabelecer a ordem pública e preservar a incolumidade das pessoas e do patrimônio. 

Atualmente, a Força Nacional já atua no Mato Grosso do Sul, na cidade de Ponta Porã, em apoio às ações de combate aos crimes fronteiriços.

  

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Justiça e Cidadania.

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Estatuto da Criança e do Adolescente completa 27 anos
Texto assegura direitos básicos, como educação, segurança e alimentação básica
Atendimento à população ribeirinha da Amazônia é desafio para poder público
Muitos moram em locais distantes das cidades e o transporte só pode ser feito por barco e, às vezes, a viagem pode levar dias. Para atender essa população, navios da Marinha brasileira percorrem a região desde 1984.
Programa garante segurança alimentar e nutricional em Brasília
Alimenta Brasília, que faz parte do Programa de Aquisição de Alimentos do governo federal, recebeu mais R$ 2 milhões
Texto assegura direitos básicos, como educação, segurança e alimentação básica
Estatuto da Criança e do Adolescente completa 27 anos
Muitos moram em locais distantes das cidades e o transporte só pode ser feito por barco e, às vezes, a viagem pode levar dias. Para atender essa população, navios da Marinha brasileira percorrem a região desde 1984.
Atendimento à população ribeirinha da Amazônia é desafio para poder público
Alimenta Brasília, que faz parte do Programa de Aquisição de Alimentos do governo federal, recebeu mais R$ 2 milhões
Programa garante segurança alimentar e nutricional em Brasília

Últimas imagens

Proprietário de veículo com tais especificações deve ligar para 0800-7013432 ou acessar o site da Honda
Proprietário de veículo com tais especificações deve ligar para 0800-7013432 ou acessar o site da Honda
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Decisão do Contran foi anunciada em 29 de junho deste ano
Decisão do Contran foi anunciada em 29 de junho deste ano
Divulgação/Governo do Espírito Santo
Programa Criança Feliz prioriza crianças de até 3 anos de idade beneficiárias do Bolsa Família
Programa Criança Feliz prioriza crianças de até 3 anos de idade beneficiárias do Bolsa Família
Foto: Sergio Amaral/MDS
Raquel Dodge trabalha no Ministério Público Federal desde 1987
Raquel Dodge trabalha no Ministério Público Federal desde 1987
Geraldo Magela/Agência Senado
Sistemas de justiça, segurança, assistência social e saúde devem se articular no atendimento às vítimas
Sistemas de justiça, segurança, assistência social e saúde devem se articular no atendimento às vítimas
Foto: Sergio Amaral/MDS

Governo digital