Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2017 > 05 > Conselho Nacional de Assistência Social autoriza expansão do Criança Feliz

Cidadania e Justiça

Conselho Nacional de Assistência Social autoriza expansão do Criança Feliz

Primeira Infância

Em todo o País, 2.547 municípios já participam do programa federal
por Portal Brasil publicado: 19/05/2017 19h45 última modificação: 22/05/2017 19h52
Divulgação/Governo de Mato Grosso do Sul A ação orientará as famílias sobre a melhor maneira de estimular os filhos

A ação orientará as famílias sobre a melhor maneira de estimular os filhos

O Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) autorizou, nesta sexta-feira (19), a expansão da Programa Criança Feliz, com a adesão de novos municípios. O processo será gradual e deverá atender à disponibilidade orçamentária, informa o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário. 

A diretora de Proteção Social Básica do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Renata Ferreira, defendeu o interesse dos municípios que perderam o prazo e querem aderir ao programa. “A aprovação do conselho de universalizar a cobertura do Criança Feliz vai possibilitar que municípios de grande porte sejam inseridos no programa”, destacou. A primeira etapa de adesão foi encerrada em fevereiro deste ano. 

Para a conselheira do CNAS e representante do Fórum Nacional dos Secretários de Estado da Assistência Social (Fonseas), Célia Melo, a expansão vem atender à solicitação dos municípios e estados. “Os próprios gestores municipais e estaduais estavam reivindicando essa ampliação, tendo em vista a quantidade de crianças neste ciclo de vida nos municípios.”

Primeira infância 

Em todo o País, 2.547 municípios já participam do Criança Feliz. Coordenado pela pasta, o programa vai promover o desenvolvimento integral infantil. A iniciativa prioriza as crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O programa orientará as famílias sobre a melhor maneira de estimular os filhos. A ciência demonstra que o período que vai da gestação até os três anos de idade é o mais importante para o desenvolvimento humano. Crianças bem cuidadas nesta fase são mais inteligentes, chegam à escola com melhores condições de aprendizado, estudam mais, são menos violentas e têm mais chances de vencer o clico da pobreza.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Governo reativa plano Juventude Viva
Objetivo é reduzir a vulnerabilidade de jovens expostos a situações de violência, com foco prioritário na juventude negra
ID Jovem garante benefícios para pessoas de baixa renda
O documento garante meia-entrada em eventos, gratuidade no Enem e descontos em passagens de ônibus, trem e balsas
Brasilienses de baixa renda recebem carteirinha do ID Jovem
A Identidade Jovem oferece benefícios para pessoas de 15 a 19 anos com renda de até dois salários mínimos
Objetivo é reduzir a vulnerabilidade de jovens expostos a situações de violência, com foco prioritário na juventude negra
Governo reativa plano Juventude Viva
O documento garante meia-entrada em eventos, gratuidade no Enem e descontos em passagens de ônibus, trem e balsas
ID Jovem garante benefícios para pessoas de baixa renda
A Identidade Jovem oferece benefícios para pessoas de 15 a 19 anos com renda de até dois salários mínimos
Brasilienses de baixa renda recebem carteirinha do ID Jovem

Últimas imagens

O governo federal estima que 50 mil jovens sejam beneficiados com a ação
O governo federal estima que 50 mil jovens sejam beneficiados com a ação
Foto: Ana Nascimento/MDS
Além da declaração de nascido vivo, pais devem apresentar os documentos pessoais, como RG e CPF
Além da declaração de nascido vivo, pais devem apresentar os documentos pessoais, como RG e CPF
Divulgação/Prefeitura de Barreiras (BA)
Participação do pai no parto tranquiliza a mulher e ajuda aliviar a dor
Participação do pai no parto tranquiliza a mulher e ajuda aliviar a dor
Divulgação/Ministério da Saúde
Servidor deve solicitar o benefício em até dois dias úteis após o nascimento
Servidor deve solicitar o benefício em até dois dias úteis após o nascimento
Gabriel Jabur/Agência Brasília
Participação dos municípios está sujeita à aprovação do Conselho de Assistência Social
Participação dos municípios está sujeita à aprovação do Conselho de Assistência Social
Foto: Sergio Amaral/MDS

Governo digital