Você está aqui: Página Inicial > Cidadania e Justiça > 2017 > 07 > Governo sanciona lei que protege e defende quem utiliza serviços públicos

Cidadania e Justiça

Governo sanciona lei que protege e defende quem utiliza serviços públicos

Aprovação

Ouvidorias de órgãos e entidades deverão receber reclamações, sugestões e denúncias dos cidadãos
por Portal Brasil publicado: 13/07/2017 12h31 última modificação: 13/07/2017 12h31
Arquivo/ Agência Brasil Órgãos deverão medir índice de satisfação dos usuários e a qualidade do atendimento prestado

Órgãos deverão medir índice de satisfação dos usuários e a qualidade do atendimento prestado

A lei nº 13.460/2017 trata da participação, da proteção e da defesa dos direitos dos usuários do serviço público. Além disso, prevê atribuições e deveres das ouvidorias públicas, como a forma de tratamento e o prazo para resposta final às denúncias, reclamações e sugestões dos cidadãos, que é de até 30 dias úteis (prorrogáveis por igual período).

O cidadão, em busca de garantir seus direitos, poderá apresentar manifestações sobre como foram prestados os serviços públicos. Essa reclamação ou denúncia será dirigida à ouvidoria do órgão ou entidade, com a identificação do usuário protegida.

A manifestação poderá ser feita por meio eletrônico, correspondência convencional ou verbalmente. O artigo 11 destaca ainda que o recebimento das opiniões não deve ser recusado em nenhuma hipótese.

A nova norma defende que a prestação dos serviços precisa seguir algumas diretrizes, entre elas:

  • autenticação de documentos pelo próprio agente público, vedada a exigência de reconhecimento de firma, salvo em caso de dúvida de autenticidade;

  • manutenção de instalações seguras e acessíveis;

  • uso de linguagem simples, sem uso de siglas e estrangeirismos.

Outros direitos básicos defendidos são a igualdade no tratamento dos usuários, o atendimento por ordem de chegada e a aplicação de soluções tecnológicas que tornem os processos e procedimentos mais simples.

As regras valem para serviços prestados por órgãos e entidades da administração pública direta e indireta, contemplando os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além de entidades que prestam serviços públicos de forma delegada.

Os órgãos devem disponibilizar e atualizar periodicamente uma Carta de Serviço ao Usuário, contendo claras informações sobre o serviço prestado, o tempo de espera, o prazo máximo e locais para reclamação, por exemplo.

Ouvidoria

A lei define ainda a ouvidoria pública como o canal de entrada das manifestações e estabelece suas atribuições. Determina que cada um dos três poderes deve dispor de regras específicas acerca da organização e do funcionamento dos espaços de participação da população.

Os órgãos e as entidades deverão medir anualmente o índice de satisfação dos usuários e a qualidade do atendimento prestado.

Confira aqui a íntegra da Lei  13.460/2017 .

Fonte: Portal Brasil, com informações da CGU.

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Famílias em situação de risco recebem casas do Minha Casa Minha Vida
Setecentas e vinte famílias que moravam em casas sujeitas à enchentes receberam apartamentos do programa em Bom Jardim, no Rio
Governo do Brasil entrega 21 mil unidades do Minha Casa Minha Vida
O Governo do Brasil, por meio do Programa "Agora, é Avançar", entregou 37 empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida, em todo o Brasil. No total, foram 21.274 unidades habitacionais em 21 municípios de 14 estados brasileiros
SEPPIR trabalha para agilizar titulação de terras dos quilombolas
O Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, explicou como a Seppir está trabalhando junto ao Incra para que sejam tituladas, em um menor tempo possível, as terras dos quilombolas
Setecentas e vinte famílias que moravam em casas sujeitas à enchentes receberam apartamentos do programa em Bom Jardim, no Rio
Famílias em situação de risco recebem casas do Minha Casa Minha Vida
O Governo do Brasil, por meio do Programa "Agora, é Avançar", entregou 37 empreendimentos do Minha Casa, Minha Vida, em todo o Brasil. No total, foram 21.274 unidades habitacionais em 21 municípios de 14 estados brasileiros
Governo do Brasil entrega 21 mil unidades do Minha Casa Minha Vida
O Secretário Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, explicou como a Seppir está trabalhando junto ao Incra para que sejam tituladas, em um menor tempo possível, as terras dos quilombolas
SEPPIR trabalha para agilizar titulação de terras dos quilombolas

Últimas imagens

Inscrições para o programa foram prorrogadas até 3 de novembro. Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único e ter mais de 15 anos
Inscrições para o programa foram prorrogadas até 3 de novembro. Para participar, é preciso estar inscrito no Cadastro Único e ter mais de 15 anos
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Medida também vale para outros débitos relacionados ao veículo. Antes, apenas donos de veículos registrados no exterior contavam com esse recurso
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Verduras, legumes, frutas, carne de frango resfriada, bolachas, pães e doces serão comprados dos produtores e doados à rede socioassistencial no estado
Foto: Eduardo Aigner/MDA
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Tony Winston/Agência Brasília
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Governos vão elaborar, no prazo de um ano, plano para garantir o acesso regular e permanente das populações a alimentos de qualidade
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Governo digital