Cidadania e Justiça

Abastecimento

Bancos de alimentos recebem R$ 8,7 milhões para modernização

Com os recursos, os locais poderão investir em reformas de ampliação e compra de veículos para transportar alimentos, além de despesas de custeio
publicado: 23/09/2017 11h37, última modificação: 23/12/2017 11h33
Bancos de alimentos recebem R$ 8,7 milhões para modernização

Ao todo, 107 bancos públicos de alimentos estão em operação no País - Foto: Ubirajara Machado/MDS

Com a seleção de 19 bancos de alimentos na última sexta-feira (22), o Ministério do Desenvolvimento Social vai destinar R$ 8,7 milhões para a modernização dos espaços. Cada proposta vai receber até R$ 500 mil.

O montante será aplicado em reformas de ampliação e compra de veículos para transportar alimentos, além de despesas de custeio, como freezers e geladeiras, computadores, materiais de escritório, uniformes e ferramentas.

A coordenadora-geral de Equipamentos Públicos de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Kathleen Oliveira ressaltou que a medida ajuda a adequar as estruturas físicas e qualificar o trabalho das equipes na arrecadação e doação de alimentos sem valor comercial, mas adequados ao consumo humano.

“Os bancos de alimentos têm um papel destacado no apoio logístico à prevenção e redução do desperdício de alimentos. Essas unidades beneficiam os alimentos arrecadados para dar maior durabilidade e evitar os riscos para os consumidores finais. Além disso, também apoiam o Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA”, explicou.

Balanço

Desde 2003, o ministério já financiou a construção e modernização de 131 unidades públicas no País. Atualmente, existem 107 bancos públicos de alimentos que declararam funcionamento em 2016. Além disso, são 25 bancos de alimentos em construção – com previsão para entrar em funcionamento até junho de 2019.

Essas unidades representam uma fonte de complementação e suplementação alimentar para populações em situação de pobreza e vulnerabilidade social. Os alimentos são arrecadados por meio de doações de produtores rurais ou de representantes da rede comercial e também de programas públicos de apoio à agricultura familiar, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Desenvolvimento Social

error while rendering plone.belowcontentbody.relateditems