Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2010 > 08 > TV Digital oferece alta definição e interatividade

Ciência e Tecnologia

TV Digital oferece alta definição e interatividade

Padrão nacional

Sistema Brasileiro de Televisão Digital é aberto, livre e gratuito e permite a transmissão de conteúdo de qualidade
por Portal Brasil publicado: 26/08/2010 15h23 última modificação: 28/07/2014 09h11
Exibir carrossel de imagens Conteúdo pode ser transmitido para dispositivos móveis

Conteúdo pode ser transmitido para dispositivos móveis

O Sistema Brasileiro de Televisão Digital é aberto, livre e gratuito e permite a transmissão de conteúdo de altíssima qualidade em termos de imagem e som, para dispositivos fixos e móveis. A primeira transmissão da TV Digital no Brasil ocorreu em São Paulo, no dia 2 de dezembro de 2007, mas essa história começou bem antes. Saiba como assistir à TV Digital.

Em 1999, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) deu início ao processo de avaliação técnica e econômica para a tomada de decisão quanto ao padrão de transmissão digital a ser aplicado no Brasil.

Após estudos conduzidos juntamente com universidades e emissoras de televisão, o sistema escolhido foi o ISDB-TB, desenvolvido com base no sistema japonês Integrated Services Digital Broadcasting Terrestrial (ISDB-T).

Os pesquisadores brasileiros acrescentaram uma série de atualizações no ISDB-T, como a adoção de padrões de compressão digital de áudio e vídeo mais modernos e eficientes do que os atuais sistemas de TV digital em funcionamento no mundo.

No DVB-T (Digital Video Broadcast Terrestrial), adotado na Europa, a transmissão para dispositivos móveis é tarifada pelas operadoras de telefonia.

Características

O sistema brasileiro, também denominado SBTVD, oferece uma série de diferenciais, como alta definição e interatividade para celulares, mini-televisores e notebooks. Os usuários podem utilizar o controle remoto para responder testes, obter informações sobre programas, comprar produtos anunciados, participar de enquetes e realizar operações bancárias.

Para isso é preciso que o aparelho de TV ou o receptor do sinal digital esteja equipado com o Ginga, um programa brasileiro desenvolvido em código aberto e reconhecido pela União Internacional de Telecomunicação (UIT), agência especializada da ONU, como um dos padrões mundiais de interatividade. Para identificar se seu aparelho possui este recurso procure pelo selo DTVi.

Além do Brasil, outros países como Peru, Argentina, Chile e Venezuela já anunciaram a adoção do padrão brasileiro de televisão digital. Consulte quais regiões do País a TV digital foi implantada.

Os dados sobre TV Digital podem ser consultados no site da Anatel, nas páginas sobre Emissoras em Operação e População Alcançada.

Leia mais sobre o assunto no site oficial da TV Digital Brasileira.

Fontes:
Ministério das Comunicações
Anatel

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência

Últimas imagens

Recursos serão distribuídos pelo CNPq
Recursos serão distribuídos pelo CNPq
Arquivo/Agência Brasil
MCTIC encaminhou R$ 34,7 milhões a projetos de pesquisa até o momento
MCTIC encaminhou R$ 34,7 milhões a projetos de pesquisa até o momento
Arquivo/ Agência Brasil
Estudo sobre novas espécies pretende impulsionar geração de novos produtos
Estudo sobre novas espécies pretende impulsionar geração de novos produtos
Arquivo/Agência Brasil
Podem participar estudantes do ensino médio, técnico ou superior; e egressos formados há menos de três anos
Podem participar estudantes do ensino médio, técnico ou superior; e egressos formados há menos de três anos
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital