Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2010 > 09 > Conheça a historia do primeiro brasileiro a viajar ao espaço

Ciência e Tecnologia

Conheça a historia do primeiro brasileiro a viajar ao espaço

Ciência espacial

Viagem à Estação Espacial Internacional (ISS em inglês), que aconteceu em 2006, fez o astronauta entrar para a história
por Portal Brasil publicado: 03/09/2010 13h48 última modificação: 28/07/2014 09h13
Exibir carrossel de imagens Pontes mostra interior da nave que o levou ao espaço em 2002

Pontes mostra interior da nave que o levou ao espaço em 2002

O tenente-coronel da Força Aérea Brasileira, Marcos Pontes, foi o primeiro brasileiro a viajar ao espaço. Após ser escolhido em 1998 pela Agência Espacial Brasileira e Nasa (Agência Espacial Norte-americana) para integrar a missão, Pontes, que na época já estudava nos Estados Unidos, se mudou com a família para o estado do Texas. Durante dois anos passou por treinamento no Johnson Space Center, na cidade de Houston.

A viagem à Estação Espacial Internacional (ISS em inglês), que aconteceu em 2006, fez o brasileiro entrar para a história. Em seu site, ele descreve o momento em que recebeu a notícia de que havia sido selecionado para a missão. “Era o início de um novo ‘capítulo’ em minha vida. Mais um desafio, mais uma missão: levar a bandeira do Brasil ao espaço pela primeira vez, mesmo com o sacrifício da própria vida, se fosse necessário” .

Treinamento

Os novos desafios obrigaram o tenente-coronel a deixar de lado o sonho de se tornar brigadeiro e a se dedicar exclusivamente às funções civis de astronauta, a serviço do Brasil. Em dezembro de 2000, foi declarado oficialmente o primeiro astronauta profissional brasileiro e também o único a alcançar esse feito no hemisfério sul.

Repercussão

A viagem de Pontes ao espaço foi acompanhada com interesse em todo território nacional. Programas de TV e reportagens em diversos veículos mostraram os desafios a serem enfretados. Um representante brasileiro em uma missão internacional deixava claro a importância da ciência, educação e da qualificação profissional para colocar o Brasil entre os países de referência na tecnologia aeroespacial.

Formação profissional

A carreira de Marcos Pontes começou em 1981, quando entrou na Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga (SP) e se formou piloto militar, em 1984. Continuou os estudos em diversas instituições, como o Grupo de Instrução Tática e Especializada (Gite), a Base Aérea de Santa Maria, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes (Cenipa), Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a Universidade da Força Aérea (Unifa). No exterior, além de ter estudado no Johnson Space Center, passou também pela Naval Postgraduate School, na Califórnia.

Fonte:
Agência Espacial Brasileira 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Lei Geral de Telecomunicações precisa ser renovada, diz secretário
O novo secretário de Telecomunicações do MCTIC, André Borges, espera contribuir para a atualização das regras do setor
O papel da ciência na formação de uma sociedade sustentável
o programa Conexão Ciência entrevista o pesquisador Judson Valentim, da Embrapa Acre
Ciência ganha com as Comunicações, defende ministro
Existe uma sinergia entre as ações e programas dos dois ministérios, defende o ministro Gilberto Kassab
O novo secretário de Telecomunicações do MCTIC, André Borges, espera contribuir para a atualização das regras do setor
Lei Geral de Telecomunicações precisa ser renovada, diz secretário
o programa Conexão Ciência entrevista o pesquisador Judson Valentim, da Embrapa Acre
O papel da ciência na formação de uma sociedade sustentável
Existe uma sinergia entre as ações e programas dos dois ministérios, defende o ministro Gilberto Kassab
Ciência ganha com as Comunicações, defende ministro

Últimas imagens

Competição tem impulsionado o ensino e a pesquisa na área das ciências exatas no País
Competição tem impulsionado o ensino e a pesquisa na área das ciências exatas no País
Foto: Peter Rosbjerg/ Creative Commons
Depois do evento, a página vai servir como memória digital dos Jogos
Depois do evento, a página vai servir como memória digital dos Jogos
Divulgação/Impa
Grupo discute consequências de infecções transmitidas pelo mosquito, como microcefalia
Grupo discute consequências de infecções transmitidas pelo mosquito, como microcefalia
Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas
Aplicações envolvem transmissão de dados de pesquisa no coração da floresta amazônica e inclusão digital de comunidades ribeirinhas
Aplicações envolvem transmissão de dados de pesquisa no coração da floresta amazônica e inclusão digital de comunidades ribeirinhas
Foto: Instituto Mamirauá/divulgação
Popa faz parte de Programa de Desenvolvimento de Submarinos que prevê ainda a construção do submarino brasileiro de propulsão nuclear
Popa faz parte de Programa de Desenvolvimento de Submarinos que prevê ainda a construção do submarino brasileiro de propulsão nuclear
Reprodução/Nuclebras

Governo digital