Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2010 > 09 > Ministério divulga instruções para plantio de pimenta-do-reino em 4 estados

Ciência e Tecnologia

Ministério divulga instruções para plantio de pimenta-do-reino em 4 estados

por Portal Brasil publicado: 21/09/2010 15h59 última modificação: 28/07/2014 09h12
Léo Júnior/Incaper Produtores do Acré, Pará, Rondônia e Tocantins já podem seguir as orientações sobre clima e de solo  no plantio de pimenta-do-reino

Produtores do Acré, Pará, Rondônia e Tocantins já podem seguir as orientações sobre clima e de solo no plantio de pimenta-do-reino

As instruções para o plantio de pimenta-do-reino nos estados do Acre, Pará, Rondônia e Tocantins foram publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira (21). O estudo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), ou zoneamento agrícola, indica os municípios mais apropriados para o cultivo da especiaria, levando em conta as condições climáticas e de solo. A pesquisa também indica o melhor período para a produção da safra 2010.


A maior parte da pimenta-do-reino brasileira é destinada à exportação, e os principais estados produtores são da região Norte, além do Espírito Santo. 


As temperaturas mais adequadas para o cultivo da pimenteira variam entre 23º C e 28ºC. Para um bom desenvolvimento, a cultura necessita de bastante luminosidade, alta umidade relativa do ar e um índice de chuva acima de 1.500 mm anuais, com água disponível durante todo o período de floração e frutificação.


Produtores também podem conferir normas para arroz e dendê

Também foram aprovadas pelo Ministério da Agricultura as indicações para o plantio de arroz de sequeiro (sem irrigação), na Paraíba, e de palma de óleo (dendê), no Acre e em Rondônia, além de palma forrageira, no Maranhão. 


A palma de óleo exige boa distribuição de chuva e temperatura média anual entre 25ºC e 28ºC. A palma forrageira - planta muito usada no Nordeste para alimentação animal - é resistente à seca e necessita de solos com profundidade superior a 50 centímetros. Para o cultivo de arroz de sequeiro, as melhores temperaturas situam-se entre 20ºC e 35ºC. 


Fonte:
Ministério da Agricultura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

BNDES prepara fundo de R$ 200 milhões para startups
Representantes de instituições financeiras e investidores estiveram reunidos para tratar do futuro das Startups
Microalgas podem ser utilizadas para fabricação de biocombustíveis
Pesquisas da Embrapa indicam que a fabricação é possível a partir de microalgas cultivadas em resíduos agroindustriais
Temer diz que a inovação tecnológica avança na medida em que avança a confiança no país
Presidente participou de reunião do Comitê de Líderes da Mobilização Empresarial pela Inovação
Representantes de instituições financeiras e investidores estiveram reunidos para tratar do futuro das Startups
BNDES prepara fundo de R$ 200 milhões para startups
Pesquisas da Embrapa indicam que a fabricação é possível a partir de microalgas cultivadas em resíduos agroindustriais
Microalgas podem ser utilizadas para fabricação de biocombustíveis
Presidente participou de reunião do Comitê de Líderes da Mobilização Empresarial pela Inovação
Temer diz que a inovação tecnológica avança na medida em que avança a confiança no país

Últimas imagens

Entrega de conversores para inscritos no Bolsa Família deverá continuar por 45 dias depois do desligamento da TV analógica
Entrega de conversores para inscritos no Bolsa Família deverá continuar por 45 dias depois do desligamento da TV analógica
Arquivo/Agência Brasil
Combustível foi desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)
Combustível foi desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)
Divulgação/Inpe
ICTs públicas e privadas beneficiadas pelo poder público deverão prestar as informações
ICTs públicas e privadas beneficiadas pelo poder público deverão prestar as informações
Divulgação/Governo de São Paulo
O satélite CBERS-4 tem quatro câmeras de geração de imagens
O satélite CBERS-4 tem quatro câmeras de geração de imagens
Divulgação/Inpe
Satélite foi totalmente construído no Brasil com apoio da AEB
Satélite foi totalmente construído no Brasil com apoio da AEB
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital