Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2010 > 10 > MEC vai apoiar formação de professores em Moçambique

Ciência e Tecnologia

MEC vai apoiar formação de professores em Moçambique

por Portal Brasil publicado: 27/10/2010 19h33 última modificação: 28/07/2014 09h13

O Ministério da Educação vai apoiar a República de Moçambique, na África, na formação de professores da sua rede pública e expansão da educação a distância no país. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (27).

O projeto será administrado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), com sede em Redenção (CE). De acordo com a portaria, a formação de professores moçambicanos será feita pelas instituições de ensino superior participantes da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

A iniciativa brasileira atende os dispositivos do Acordo de Cooperação Cultural celebrado entre as duas nações em julho de 1991: reforçar laços de solidariedade e cooperação, expandir e interiorizar o ensino superior nos países de língua portuguesa com as ferramentas da educação a distância.

Na divisão de tarefas, caberá à Capes discutir com o governo de Moçambique as áreas prioritárias da educação e as necessidades do país para, a partir disso, organizar a criação de cursos superiores a distância, além de coordenar o processo de concessão de bolsas de estudos e auxílios no exterior.
Será responsabilidade da Unilab apoiar a formação de recursos humanos, visando a integração Brasil-Moçambique. A Unilab pode desenvolver o trabalho em cooperação com outras universidades públicas brasileiras.

Moçambique 

Situado na costa oriental da África, Moçambique foi ocupado por Portugal no século XVI, tornando-se oficialmente colônia portuguesa em 1885. No século XX travou uma  guerra pela libertação que durou cerca de dez anos até conquistar a independência em 1975. Com um território de 801,5 mil km² e cerca de 20 milhões de habitantes, o país apresenta indicadores sociais baixos: expectativa de vida de 42 anos; alfabetização de 38,7% da população; índice de desenvolvimento humano (IDH) de 0,40; taxa de mortalidade infantil: 95,9 por mil crianças nascidas vivas. 

 

Fonte:
Ministério da Educação

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Exposição mostra Feira em uma Aventura Alimentar
Feira da Ceilândia no labirinto Aventura Alimentar faz parte da programação da 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT)
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia vai até 23 de outubro
Confira a programação
Saiba mais sobre o Banco Ativo de Germoplasma
O pesquisador Marcelo Fernandes de Oliveira aborda a importância do Banco Ativo de Germoplasma, uma coleção com 35 mil tipos de soja.
Feira da Ceilândia no labirinto Aventura Alimentar faz parte da programação da 13ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT)
Exposição mostra Feira em uma Aventura Alimentar
Confira a programação
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia vai até 23 de outubro
O pesquisador Marcelo Fernandes de Oliveira aborda a importância do Banco Ativo de Germoplasma, uma coleção com 35 mil tipos de soja.
Saiba mais sobre o Banco Ativo de Germoplasma

Últimas imagens

O desenvolvimento de tecnologia para fabricar veículos lançadores de satélite é uma das prioridades
O desenvolvimento de tecnologia para fabricar veículos lançadores de satélite é uma das prioridades
Divulgação/INPE
Cientistas desenvolvem três projetos de pesquisa no navio em 20 dias de expedição
Cientistas desenvolvem três projetos de pesquisa no navio em 20 dias de expedição
Reprodução/MCTI
O documento está disponível no Sistema de Registro Nacional de Emissões
O documento está disponível no Sistema de Registro Nacional de Emissões
Divulgação/MCTIC
Convênio é mais um passo para a internacionalização da ciência brasileira
Convênio é mais um passo para a internacionalização da ciência brasileira
Divulgação/CNPq
A versão digital da publicação  está disponível gratuitamente na internet
A versão digital da publicação está disponível gratuitamente na internet
Divulgação/IBGE

Governo digital