Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2010 > 10 > Oleaginosas brasileiras variadas podem gerar biodiesel

Ciência e Tecnologia

Oleaginosas brasileiras variadas podem gerar biodiesel

Inovação

Soja, dendê, girassol, babaçu, amendoim, mamona, pinhão-manso produzem óleo que é base para o combustível
por Portal Brasil publicado: 17/09/2010 14h29 última modificação: 28/07/2014 09h13

O biodiesel pode ser feito à base de qualquer óleo natural retirado de plantas como soja, dendê, girassol, babaçu, amendoim, mamona, pinhão-manso ou de gordura animal. Além da diversidade de solo, clima e tipos de oleaginosas – são mais de 100 plantas com potencial energético – cada região do Brasil tem sua vocação natural para a produção do biodiesel, como as palmáceas do Norte (dendê e babaçu) ou a soja, no Centro-Sul. Por possuir uma cadeia produtiva já estruturada, a soja é a cultura mais utilizada na fabricação do biodiesel brasileiro, respondendo por cerca de 80% da produção.

Em termos de produtividade, no entanto, outras oleaginosas possuem maior potencial energético. Com dendê, por exemplo, é possível fabricar uma quantidade 13 vezes maior de biodiesel do que com a soja. Pinhão manso, algodão, girassol e amendoim também são consideradas fontes promissoras. Muitas oleaginosas estão em fase de pesquisa e desenvolvimento tecnológico e ainda levarão um tempo para serem usadas em larga escala.

Mas com matéria-prima competitiva, tecnologia e um mercado maduro para crescer, os especialistas apontam o Brasil como líder no setor de agroenergia.

Fonte:
Embrapa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência

Últimas imagens

TV digital já foi implantada em Brasília, São Paulo, Goiânia, Recife e outras cidades dos estados
TV digital já foi implantada em Brasília, São Paulo, Goiânia, Recife e outras cidades dos estados
Arquivo/Assembleia Legislativa do Ceará
Chamadas serão destinadas a feiras de ciências, olimpíadas e mostras
Chamadas serão destinadas a feiras de ciências, olimpíadas e mostras
Arquivo/MCTIC
Espécie foi observada pelos pesquisadores pela primeira vez na região do rio Madeira
Espécie foi observada pelos pesquisadores pela primeira vez na região do rio Madeira
Arquivo/Inpa
Foi dada prioridade aos telecentros localizados em áreas remotas
Foi dada prioridade aos telecentros localizados em áreas remotas
Divulgação/Prefeitura de Pinhão (PR)
O CPDLC é a ferramenta utilizada para a comunicação de dados entre piloto e controlador
O CPDLC é a ferramenta utilizada para a comunicação de dados entre piloto e controlador
Arquivo/ FAB

Governo digital