Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2010 > 10 > Pesquisadores brasileiros preparam 2ª expedição à Antártica

Ciência e Tecnologia

Pesquisadores brasileiros preparam 2ª expedição à Antártica

por Portal Brasil publicado: 14/10/2010 18h04 última modificação: 28/07/2014 09h13
Divulgação/MCT

Pesquisadores do Centro Polar e Climático da Universidade do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) preparam uma segunda expedição em direção ao interior da Antártica. A viagem está marcada para o início de novembro de 2011e deve durar dois meses. Ao todo, 15 pesquisadores instalarão uma central de monitoramento (posto avançado) a 500 quilômetros do Pólo Sul Geográfico e a 2,5 mil quilômetros da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF).

Segundo o pesquisador da UFRGS Jefferson Simões, líder da primeira expedição que repete o cargo nesta nova missão, a intenção do projeto é monitorar as influências dos poluentes da América do Sul na Antártica. “Pretendemos monitorar a composição do ar no continente gelado. Mais precisamente, a proposta é identificar se há sinais de poluentes e queimadas da América do Sul lá”, explicou.

As duas equipes responsáveis pela missão já estão em treinamento e preparam o material necessário para a expedição. De acordo com Simões, a viagem é resultado dos esforços de várias instituições na criação do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia da Criosfera. Segundo o pesquisador, uma viagem desse porte não sai por menos de R$ 500 mil.

Fonte:
Ministério da Ciência e Tecnologia

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência

Últimas imagens

Recursos serão distribuídos pelo CNPq
Recursos serão distribuídos pelo CNPq
Arquivo/Agência Brasil
MCTIC encaminhou R$ 34,7 milhões a projetos de pesquisa até o momento
MCTIC encaminhou R$ 34,7 milhões a projetos de pesquisa até o momento
Arquivo/ Agência Brasil
Estudo sobre novas espécies pretende impulsionar geração de novos produtos
Estudo sobre novas espécies pretende impulsionar geração de novos produtos
Arquivo/Agência Brasil
Podem participar estudantes do ensino médio, técnico ou superior; e egressos formados há menos de três anos
Podem participar estudantes do ensino médio, técnico ou superior; e egressos formados há menos de três anos
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital