Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2013 > 12 > Ciência sem Fronteiras oferecerá mestrado profissional

Ciência e Tecnologia

Ciência sem Fronteiras oferecerá mestrado profissional

Café com a Presidenta

Objetivo é atender quem já concluiu o curso superior e precisa aperfeiçoar o conhecimento para aplicá-lo na vida profissional
por Portal Brasil publicado: 02/12/2013 08h09 última modificação: 30/07/2014 01h00

 

O programa Ciência sem Fronteiras do governo federal passará a oferecer bolsas de mestrado profissional, anunciou a presidenta Dilma Rousseff em entrevista ao programa semanal Café com a Presidenta nesta segunda-feira (2). Segundo Dilma, a nova modalidade deve ajudar a aperfeiçoar as habilidades de estudantes e pesquisadores já graduados e qualificá-los ainda mais para o mercado profissional.

"Vamos começar oferecendo bolsas de estudo para o mestrado profissional nas melhores universidades dos Estados Unidos, como Harvard, Columbia, MIT, Illinois, Stanford, Carnegie Mellon e Yale, para as áreas prioritárias do Ciência sem Fronteiras, como Engenharia, Ciências Exatas, como Matemática, Química, Física, Biologia, Ciências Médicas, Ciências da Computação, Ciências da Área de Energia e Ciências da Natureza. Tenho certeza que essa nova modalidade de bolsa do Ciência sem Fronteiras vai ajudar a dar um salto na formação profissional e tecnológica dos trabalhadores nas nossas empresas", explicou a presidenta.

Confira o programa completo.

O programa disponibiliza bolsas de estudo para milhares de jovens interessados em estudar e realizar pesquisas fora do País, ao que a presidenta Dilma reforçou o compromisso em continuar a oferecer oportunidades de pesquisa em diversas áreas do conhecimento e de crescimento para a pesquisa científica e tecnológica no Brasil.

"O Ciência sem Fronteiras é o começo de uma grande transformação nas nossas universidades, nas nossas empresas, na produção científica e tecnológica de nosso país", afirmou Dilma.

O Ciência sem Fronteiras também está com a seleção aberta para graduação-sanduíche em 20 países. As inscrições terminam na sexta-feira (6). No total, o programa já concedeu 60 mil bolsas, sendo que 48 mil foram para estudantes de graduação.

Fonte:

Portal Planalto

Infográfico Ciência sem Fronteiras

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência

Últimas imagens

Até o fim do ano, outros R$ 500 milhões devem ser liberados para o setor
Até o fim do ano, outros R$ 500 milhões devem ser liberados para o setor
Arquivo/Agência Brasil
Brasil tem apoiado esforços para criar um plano de desenvolvimento científico para o Atlântico Sul
Brasil tem apoiado esforços para criar um plano de desenvolvimento científico para o Atlântico Sul
Arquivo/Agência Brasil
Aporte garante trabalhos de pesquisa e inovação dos próximos cinco anos
Aporte garante trabalhos de pesquisa e inovação dos próximos cinco anos
Arquivo/ Agência Brasil

Governo digital