Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2014 > 10 > LNA recebe propostas para uso de telescópios Gemini

Ciência e Tecnologia

LNA recebe propostas para uso de telescópios Gemini

Astronomia

Pesquisadores podem encaminhar projetos ao Laboratório Nacional de Astrofísica para segundo semestre de 2015
por Portal Brasil publicado: 03/10/2014 17h06 última modificação: 03/10/2014 17h10
Divulgação/LNA Gemini Norte com as janelas de ventilação e a janela de observação abertas ao pôr-do-sol

Gemini Norte com as janelas de ventilação e a janela de observação abertas ao pôr-do-sol

Está aberta até terça-feira (7) uma segunda chamada para encaminhamento de propostas regulares e projetos de longo prazo nos telescópios Gemini para o segundo semestre de 2015.

As propostas poderão ser submetidas ao Escritório Brasileiro do Observatório Gemini (BrGO), do Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA), unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

De acordo com o LNA, apesar de os pedidos recebidos completarem em tempo a fila do Gemini em ambos os telescópios, é necessário que haja propostas suficientes que garantam que a fila possa ser preenchida adequadamente com projetos que apresentem diversas condições observacionais e intervalos de ascensão reta.

Telescópios Gemini

O Observatório Gemini consiste em dois telescópios idênticos, em operação no visível e no infravermelho, cujos espelhos principais têm 8,1 metros de diâmetro e apenas 10 cm de espessura, localizados em dois dos melhores lugares de nosso planeta para observar o universo. Juntos, estes telescópios conseguem observar o céu inteiro.

O telescópio Gemini Sul está localizado a 2.720 m de altitude, numa montanha dos Andes chilenos chamada Cerro Pachón. Situado na parte sul do deserto mais seco do mundo, o de Atacama, Cerro Pachón proporciona a melhor combinação entre condições de tempo, altitude e latitude mais austral do Hemisfério Sul. Os recursos de Cerro Pachón são compartilhados com o vizinho telescópio SOAR e os telescópios do Observatório Inter-Americano de Cerro Tololo.

O Telescópio Gemini Norte Frederick C. Gillett está localizado no vulcão adormecido Mauna Kea, a 4.220 m de altitude, no Havaí, Estados Unidos. A estrutura parte da comunidade internacional de observatórios, que foi construída naquele sítio para aproveitar as excelentes vantagens das condições atmosféricas locais. A sede internacional do Observatório Gemini está localizada em Hilo, Havaí, na Universidade do Havaí no Parque Universitário de Hilo.

Fonte:
Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação
Laboratório Nacional de Astrofísica

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Psicultura cresce no Brasil com apoio da Embrapa
Produção de peixes no Brasil cresce a cada ano, a partir de tecnologias desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Internet 4G cresceu 120% em um ano no Brasil
Esse tipo de conexão é mais rápida e hoje já cobre quase 1700 cidades. Até o fim deste ano, a 4G deve chegar a todos os municípios com mais de 30 mil habitantes
Brasil lança primeiro satélite geoestacionário
Projeto será utilizado para comunicações estratégicas do governo e implementação do Programa Nacional de Banda Larga
Produção de peixes no Brasil cresce a cada ano, a partir de tecnologias desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Psicultura cresce no Brasil com apoio da Embrapa
Esse tipo de conexão é mais rápida e hoje já cobre quase 1700 cidades. Até o fim deste ano, a 4G deve chegar a todos os municípios com mais de 30 mil habitantes
Internet 4G cresceu 120% em um ano no Brasil
Projeto será utilizado para comunicações estratégicas do governo e implementação do Programa Nacional de Banda Larga
Brasil lança primeiro satélite geoestacionário

Últimas imagens

Revista foi criada pelo epidemiologista Oswald Cruz
Revista foi criada pelo epidemiologista Oswald Cruz
Arquivo/Agência Brasil
Transferência começa nesta quinta-feira (15)
Transferência começa nesta quinta-feira (15)
Ascom/MCTIC
A planta do parque tecnológico prevê a construção de quatro blocos principais e estruturas auxiliares
A planta do parque tecnológico prevê a construção de quatro blocos principais e estruturas auxiliares
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Onças são monitoradas o ano todo pelos pesquisadores do Instituto Mamirauá
Onças são monitoradas o ano todo pelos pesquisadores do Instituto Mamirauá
Divulgação/Instituto Mamirauá
Estudos do órgão constataram que cana modificada não oferece riscos
Estudos do órgão constataram que cana modificada não oferece riscos
Arquivo/MCTI

Governo digital