Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2016 > 02 > Documentário brasileiro sobre astronomia será exibido no México

Ciência e Tecnologia

Documentário brasileiro sobre astronomia será exibido no México

Ano-Luz

Filme foi produzido por time internacional de astrônomos e comunicadores em expedição à região de Pando, na Bolívia, e aos Estados brasileiros do Acre e de Rondônia
publicado: 03/02/2016 12h30 última modificação: 03/02/2016 18h16

O documentário Ano-Luz, do diretor Felipe Carrelli, foi selecionado para o festival de filmes que encerrará as comemorações do Ano Internacional da Luz (AIL2015), que ocorre de hoje (3) à sexta-feira (5), no México. Gravado durante a expedição do projeto GalileoMobile Brasil-Bolívia (BraBo) – Astronomia na Amazônia, o documentário mostra as impressões das pessoas encontradas nesta viagem, sobretudo sobre suas interpretações sobre o universo. 

A expedição BraBo, realizada em julho e agosto de 2014, levou um time internacional de astrônomos e comunicadores de ciência à região de Pando, na Bolívia, e aos Estados brasileiros Acre e Rondônia. Foram realizadas atividades com aproximadamente 3 mil estudantes e 400 professores, em 22 instituições, entre elas escolas regulares, indígenas e para portadores de deficiência visual.

A parte brasileira da expedição foi coordenada pela pesquisadora Patricia Spinelli, do Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast), juntamente com Eduardo Penteado, pesquisador da Universidade de Nijmegen, na Holanda. No Acre, o projeto contou com o apoio da Universidade Federal do Acre (Ufac), em parceria com o Mast. A temporada brasileira foi financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

GalileoMobile é um projeto itinerante de educação em astronomia. Seu maior objetivo é levar Astronomia para jovens ao redor do mundo, em especial a regiões com pouco ou nenhum acesso a ações de divulgação científica. A fim de tornar isto possível, os membros do GM – astrônomos, educadores e comunicadores de ciência voluntários, provenientes dos continentes europeu e americano – organizam atividades em escolas e locais afastados dos grandes centros para estimular a vontade de aprender através das belezas do universo.

Fonte: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Internet 4G cresceu 120% em um ano no Brasil
Esse tipo de conexão é mais rápida e hoje já cobre quase 1700 cidades. Até o fim deste ano, a 4G deve chegar a todos os municípios com mais de 30 mil habitantes
Brasil lança primeiro satélite geoestacionário
Projeto será utilizado para comunicações estratégicas do governo e implementação do Programa Nacional de Banda Larga
Sinal da TV analógica será desligado em cidades de São Paulo
O sinal analógico de TV será desligado em 39 municípios da região metropolitana de São Paulo (SP). Após mudança, aparelhos de TV mais antigos necessitarão de antena e conversor de sinal digital
Esse tipo de conexão é mais rápida e hoje já cobre quase 1700 cidades. Até o fim deste ano, a 4G deve chegar a todos os municípios com mais de 30 mil habitantes
Internet 4G cresceu 120% em um ano no Brasil
Projeto será utilizado para comunicações estratégicas do governo e implementação do Programa Nacional de Banda Larga
Brasil lança primeiro satélite geoestacionário
O sinal analógico de TV será desligado em 39 municípios da região metropolitana de São Paulo (SP). Após mudança, aparelhos de TV mais antigos necessitarão de antena e conversor de sinal digital
Sinal da TV analógica será desligado em cidades de São Paulo

Últimas imagens

O Open OBC é usado para controlar satélites de pequeno porte
O Open OBC é usado para controlar satélites de pequeno porte
Divulgação/MCTIC
Este é o quarto projeto que será desenvolvido pela Unidade Embrapii INT
Este é o quarto projeto que será desenvolvido pela Unidade Embrapii INT
Divulgação/Petrobras
Um dos projetos selecionados busca criar um nanorepelente natural de longa duração contra o vírus zika
Um dos projetos selecionados busca criar um nanorepelente natural de longa duração contra o vírus zika
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
O contrato com a estatal Combustibles Nucleares Argentinos é de US$ 4,5 milhões
O contrato com a estatal Combustibles Nucleares Argentinos é de US$ 4,5 milhões
Divulgação/MCTIC
Mais de dois mil quilômetros quadrados serão monitorados
Mais de dois mil quilômetros quadrados serão monitorados
Arquivo/MCTI

Governo digital