Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2016 > 03 > Brasil e Holanda firmam parceria e vão intensificar pesquisas astronômicas

Ciência e Tecnologia

Brasil e Holanda firmam parceria e vão intensificar pesquisas astronômicas

Ciência

Convênio entre Observatório Nacional, Museu de Astronomia e Netherlands Research School for Astronomy prevê o intercâmbio de pesquisadores e a participação em projetos conjuntos
por Portal Brasil publicado: 18/03/2016 17h00 última modificação: 21/03/2016 10h30

O Observatório Nacional (ON/MCTI) e o Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast/MCTI) firmaram convênio com o Netherlands Research School for Astronomy (NOVA), da Holanda. Os objetivos são intensificar a parceria entre Brasil e Holanda em pesquisa astronômica e promover a troca de conhecimento e o intercâmbio de pesquisadores. O convênio prevê ainda a participação em projetos conjuntos de pesquisa.

O NOVA reúne institutos astronômicos das universidades de Amsterdam, Groningen, Leiden e Nijmegen, reconhecidas pelas pesquisas de ponta e a formação de pesquisadores nas áreas de evolução de galáxias, estrelas, sistemas planetários e astrofísica dos buracos negros, além do desenvolvimento de instrumentação em astronomia, tanto para telescópios quanto para astrofísica de laboratórios.

"Este convênio celebra um acordo com as mais prestigiosas instituições em astronomia da Holanda. Permitirá o intercâmbio de pesquisadores e estudantes, contribuindo para a internacionalização da astronomia brasileira, em consonância com os temas estratégicos da política de ciência, tecnologia e inovação. Este acordo abrirá as portas para os pesquisadores brasileiros em instituições que estão entre as mais renomadas na Europa na área de astronomia", afirmou o diretor do ON, João dos Anjos.

"O convênio é de fundamental importância para que o Museu de Astronomia prossiga em seu processo de internacionalização de atividades, tanto na área de divulgação científica, quanto em pesquisas relacionadas à História da Ciência", acrescentou o pesquisador Alfredo Tolmasquim.

O acordo prevê ainda a organização de eventos científicos conjuntos, como conferências e workshops. "Além disso, vamos estimular a interação entre as universidades e empresas dos dois países, para que as pesquisas possam se transformar em produtos e serviços que gerem benefícios reais para a sociedade", explicou o cônsul Arjen Uijterlinde.

A parceria entre Brasil e Holanda em astronomia remonta ao século XVII, quando a Holanda instalou, em Recife, o primeiro observatório astronômico moderno da América Latina, construído em 1639.

Fonte: Portal Brasil, com informações do MCTI

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

Assunto(s): Educação

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasil e Argentina firmam parceria em ciência
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Parceria vai fortalecer a inovação e modernização dos Correios
O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e a Correios Participações fecharam um acordo de cooperação de startups nacionais
Empresas de TI já testam sistema do e-social
Em 2018, todas as empresas do País deverão usar a plataforma para prestar informações como pagamento de impostos e encargos trabalhistas
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência
O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e a Correios Participações fecharam um acordo de cooperação de startups nacionais
Parceria vai fortalecer a inovação e modernização dos Correios
Em 2018, todas as empresas do País deverão usar a plataforma para prestar informações como pagamento de impostos e encargos trabalhistas
Empresas de TI já testam sistema do e-social

Últimas imagens

Recursos serão distribuídos pelo CNPq
Recursos serão distribuídos pelo CNPq
Arquivo/Agência Brasil
MCTIC encaminhou R$ 34,7 milhões a projetos de pesquisa até o momento
MCTIC encaminhou R$ 34,7 milhões a projetos de pesquisa até o momento
Arquivo/ Agência Brasil
Estudo sobre novas espécies pretende impulsionar geração de novos produtos
Estudo sobre novas espécies pretende impulsionar geração de novos produtos
Arquivo/Agência Brasil
Podem participar estudantes do ensino médio, técnico ou superior; e egressos formados há menos de três anos
Podem participar estudantes do ensino médio, técnico ou superior; e egressos formados há menos de três anos
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Arquivo/Agência Brasil

Governo digital