Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2016 > 03 > Centro de Lançamento de Alcântara faz atualização de radares

Ciência e Tecnologia

Centro de Lançamento de Alcântara faz atualização de radares

Tecnologia espacial

Equipamentos serão utilizados em operação que vai lançar ao espaço experimentos de microgravidade da Agência Espacial Brasileira
publicado: 07/03/2016 15h00 última modificação: 08/09/2016 18h14

Os radares Atlas e Adour, do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, foram modernizados. Os principais subsistemas atualizados foram o servomecanismo, a telemetria e a codificação angular, além do sistema de recepção de média frequência.

A modernização resultou no aumento da capacidade operacional e da confiabilidade dos dados de lançamentos a partir do Centro de Lançamento. A atual configuração permite ainda que os radares contribuam com outras missões. Além disso, a unidade passa a ter condições de possuir peças de reposição, garantindo maior eficiência na manutenção e conservação do sistema.

Com o novo equipamento, as equipes do CLA fizeram o rastreio da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). A previsão é que os radares sejam utilizados novamente em outubro, na Operação Rio Verde, quando será lançado o foguete VSB-30, com a carga útil MicroG-2, com experimentos financiados pelo Programa Microgravidade, da Agência Espacial Brasileira (AEB).

Fonte: Portal Brasil, com informações do MCTI

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência

Governo digital