Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2017 > 03 > Outono começa na próxima segunda-feira (20)

Ciência e Tecnologia

Outono começa na próxima segunda-feira (20)

Equinócio

Estação tem início às 7h29, horário de Brasília. A partir daí, dias ficam menores até início do inverno, em 21 de junho
por Portal Brasil publicado: 17/03/2017 11h05 última modificação: 17/03/2017 11h31
Foto: José Cruz/Agência Brasil Nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, na medida em que o outono avança, as chuvas vão diminuindo

Nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, na medida em que o outono avança, as chuvas vão diminuindo

O outono começa nesta segunda-feira (20), às 7h29, horário de Brasília, quando ocorre o equinócio no hemisfério sul. Nessa data, dia e noite terão praticamente a mesma duração. À medida que a estação avança, os dias ficam menores até o início do inverno, em 21 de junho.

"Do ponto de vista astronômico, a característica mais marcante é que, no início do outono, os dias e as noites têm o mesmo comprimento", explica a pesquisadora Josina Nascimento, do Observatório Nacional. Segundo ela, a inclinação dos raios solares é o motivo para a queda das temperaturas durante o outono.

Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe), as temperaturas em todo o País devem se manter na média histórica, com exceção da Região Sul, que deve registrar temperaturas mais altas.

"O começo do outono ainda é quente, porque o clima está mais relacionado com o verão do que com o inverno. Se chegar uma frente fria, a temperatura cai", afirma a meteorologista Renata Tedeschi, do CPTEC/Inpe.

Embora o outono seja o período chuvoso na Região Nordeste, a seca deve continuar. A previsão aponta que o volume de chuvas deve ficar abaixo da média histórica nos próximos meses. Uma mudança do cenário depende de uma reviravolta nas condições climáticas.

"Já são cinco anos de estiagem, e estamos nos encaminhando para o sexto, a não ser que haja uma grande mudança nas condições do Oceano Atlântico. Mas não é o que os nossos modelos indicam", diz Renata.

Cheia no Norte

Por outro lado, a Região Norte pode ter uma das maiores cheias já registradas dos rios da bacia amazônica. É no outono que se inicia o chamado "inverno amazônico", período marcado pelo aumento das chuvas e queda da temperatura.

"Chuvas vão ocorrer acima da média e pode ser que os volumes dos rios cheguem a níveis recordes, porque o pico da época de inundação ocorre em junho, com o acúmulo de toda a chuva que caiu no outono", destaca o coordenador-geral de Operações e Modelagem do Centro Nacional de Monitoramento de Alertas e Desastres Naturais (Cemaden), Marcelo Seluchi.

Já nas Regiões Centro-Oeste e Sudeste, na medida em que o outono avança, as chuvas vão diminuindo até que se configure o período da seca. A estação também é época de atenção à prevenção de desastres naturais. Isso porque, com o solo encharcado após meses de chuvas, aumenta o risco de deslizamentos de terra.

"Temos um histórico grande de desastres registrados em março e abril, principalmente. O solo, agora no fim da estação chuvosa, está muito saturado de água, e essa condição favorece a ocorrência de deslizamentos de terra. E, nesses meses, temos chuvas intensas, mesmo que de curta duração, que aumentam o risco de desastres naturais", afirma Seluchi.

Fonte: Mctic

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Psicultura cresce no Brasil com apoio da Embrapa
Produção de peixes no Brasil cresce a cada ano, a partir de tecnologias desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Internet 4G cresceu 120% em um ano no Brasil
Esse tipo de conexão é mais rápida e hoje já cobre quase 1700 cidades. Até o fim deste ano, a 4G deve chegar a todos os municípios com mais de 30 mil habitantes
Brasil lança primeiro satélite geoestacionário
Projeto será utilizado para comunicações estratégicas do governo e implementação do Programa Nacional de Banda Larga
Produção de peixes no Brasil cresce a cada ano, a partir de tecnologias desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Psicultura cresce no Brasil com apoio da Embrapa
Esse tipo de conexão é mais rápida e hoje já cobre quase 1700 cidades. Até o fim deste ano, a 4G deve chegar a todos os municípios com mais de 30 mil habitantes
Internet 4G cresceu 120% em um ano no Brasil
Projeto será utilizado para comunicações estratégicas do governo e implementação do Programa Nacional de Banda Larga
Brasil lança primeiro satélite geoestacionário

Últimas imagens

As descobertas vão desde as medidas gases de efeito estufa aos efeitos dos aerossóis no balanço radiativo
As descobertas vão desde as medidas gases de efeito estufa aos efeitos dos aerossóis no balanço radiativo
Divulgação/Inpe
As recepções da TV NBR deverão ser reprogramadas para a nova sintonia: 3753 MHz
As recepções da TV NBR deverão ser reprogramadas para a nova sintonia: 3753 MHz
Arquivo/Agência Brasil
Também é possível encontrar mapas do monitoramento da vegetação para o período de 2007 a 2016
Também é possível encontrar mapas do monitoramento da vegetação para o período de 2007 a 2016
Foto: Paulo de Araújo/ MMA
Entre os meses de outubro e março, cientistas viajam ao continente gelado para realizar a coleta de fungos
Entre os meses de outubro e março, cientistas viajam ao continente gelado para realizar a coleta de fungos
Divulgação/Projeto MycoAntar
Em 20 anos, a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica já superou os 8 milhões de participantes
Em 20 anos, a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica já superou os 8 milhões de participantes
Divulgação/MCTIC

Governo digital