Você está aqui: Página Inicial > Ciência e Tecnologia > 2017 > 04 > Projetos para desenvolvimento de novas tecnologias recebem R$ 65 milhões

Ciência e Tecnologia

Projetos para desenvolvimento de novas tecnologias recebem R$ 65 milhões

Soluções inteligentes

Os projetos são variados e buscam inovação em ações como cidades inteligentes, combate ao vírus zika e ao Aedes aegypti
por Portal Brasil publicado: 19/04/2017 16h05 última modificação: 19/04/2017 16h18
Foto: Marcos Santos/USP Imagens Um dos projetos selecionados busca criar um nanorepelente natural de longa duração contra o vírus zika

Um dos projetos selecionados busca criar um nanorepelente natural de longa duração contra o vírus zika

A Finep e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) selecionaram 42  projetos de pesquisa para o desenvolvimento industrial e comercial de tecnologias. No total, serão destinados R$ 65 milhões em recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Finep e Fapesp.

Os projetos são variados e buscam inovação em ações como cidades inteligentes, combate ao zika vírus e ao Aedes aegypti, acelerador Sirius e aplicações espaciais.

"Programas como esse estão na base de todo o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação em qualquer país do mundo. É exatamente o apoio às pequenas e médias empresas que compõe o dinamismo, a seiva criativa na área de ciência e tecnologia", destacou o presidente da Finep, Marcos Cintra

Projetos

Um dos projetos selecionados prevê o desenvolvimento de um nanorepelente natural de longa duração para prevenção do zika vírus, dengue e febre chikungunya.

Há ainda aplicações para cidades sustentáveis, como um sistema de rastreabilidade e telemetria, que acompanha desde a origem do lixo até a transformação em produto reciclado, e um sistema de comunicação via rádio para monitoramento de luminárias públicas.

Entre os selecionados, há também um projeto de pesquisa que trata da construção de um trem não tripulado para o monitoramento do túnel que abriga o feixe de elétrons no acelerador Sirius. O acelerador está em construção no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

A mesma tecnologia poderá ser usada, no futuro, para vistoriar túneis do metrô, galerias de mineração ou portos.

No edital voltado para o setor espacial, serão apoiados projetos que respondam aos desafios tecnológicos nas áreas de instrumentos embarcados da missão Equars, satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) para estudo de atmosfera equatorial; eletrônica e óptica espacial; propulsão; transponder digital e antena; suprimento de energia; integração de sistemas; e controle de atitude e órbita.

Fonte: Portal Brasil, com informações do MCTIC

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Serão selecionados cerca de 50 projetos entre 2017 e 2018. Investimento total do governo federal é de R$ 10 milhões
Startup Brasil lança nova etapa para seleção de iniciativas inovadoras
Por lei, os canais devem destinar espaço para três horas e meia por semana, em horário nobre, para o conteúdo audiovisual de origem nacional
Canais de TV por assinatura devem ter conteúdo nacional
Acordo deve priorizar áreas de energia renovável, meio ambiente, agroindústria e bioeconomia
Brasil e Argentina firmam parceria em ciência

Últimas imagens

Até o fim do ano, outros R$ 500 milhões devem ser liberados para o setor
Até o fim do ano, outros R$ 500 milhões devem ser liberados para o setor
Arquivo/Agência Brasil
Brasil tem apoiado esforços para criar um plano de desenvolvimento científico para o Atlântico Sul
Brasil tem apoiado esforços para criar um plano de desenvolvimento científico para o Atlântico Sul
Arquivo/Agência Brasil
Aporte garante trabalhos de pesquisa e inovação dos próximos cinco anos
Aporte garante trabalhos de pesquisa e inovação dos próximos cinco anos
Arquivo/ Agência Brasil

Governo digital