Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2011 > 03 > Inscrições para o concurso "Ler e escrever é preciso" começam nesta terça (1º)

Cultura

Inscrições para o concurso "Ler e escrever é preciso" começam nesta terça (1º)

por Portal Brasil publicado: 01/03/2011 18h53 última modificação: 28/07/2014 14h41

A partir desta terça-feira (1º), crianças e adolescentes podem se inscrever na sétima edição do “Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso”, iniciativa do Instituto Ecofuturo em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). As inscrições vão até 30 de junho de 2011.

O Ecofuturo convidou cerca de 70 mil escolas, 6 mil bibliotecas públicas e comunitárias e 800 organizações sociais em todo o País para ler, conversar e escrever sobre o tema “Vamos cuidar da vida”. 

O objetivo do instituto é incentivar o hábito da leitura e a expressão autoral por meio da escrita de crianças e adolescentes que estejam cursando séries do ensino fundamental e médio, da educação de jovens e adultos (EJA), professores e profissionais de biblioteca e educadores sociais. 

A parceria do MDS com o Instituto Ecofuturo pretende ainda incentivar a participação do público atendido pelo programa Projovem Adolescente, destinado à faixa de 15 a 17 anos e presente em mais de 3,5 mil municípios brasileiros. 

Todas as informações sobre o concurso estão disponíveis aqui, que também divulga a biblioteca virtual com publicações produzidas especialmente para o projeto. 


Premiação 

Formado por especialistas de diversas áreas, o grupo de jurados vai analisar os materiais inscritos, divididos em seis categorias. A ideia é selecionar os textos mais originais e criativos. 

Os autores das 60 redações que melhor traduzirem o conceito sobre os cuidados com a vida, além de receberem troféu e certificado, vão ganhar também um notebook e uma coleção de clássicos da literatura.

O Ecofuturo vai lançar ainda um livro com os textos premiados. Os vencedores serão conhecidos durante evento cultural em São Paulo. 

Organização social de interesse público, o Instituto Ecofuturo é mantido pela Suzano Papel e Celulose desde 1999. Realiza projetos que promovem o desenvolvimento de práticas de gestão sustentável em reservas naturais e centros urbanos, como o Parque das Neblinas, que fica entre Mogi das Cruzes e Bertioga, em São Paulo, e o Programa Investimento Reciclável (PIR).


Fonte:
Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Caravana da Cultura chega a São Luís
Iniciativa busca estreitar as relações e conhecer artistas, gestores e produtores de cultura de todo o Brasil
Acordo cria pontos de cultura em São Luís
Ministério da Cultura e a Prefeitura de São Luís assinam convênio que irá aplicar R$ 2 milhões para a execução de projetos culturais no Maranhão
PAC Cidades Históricas entrega obras no Pará
Foram entregues as obras de restauração e revitalização do Mercado de Peixe do Ver-o-Peso, em Belém
Iniciativa busca estreitar as relações e conhecer artistas, gestores e produtores de cultura de todo o Brasil
Caravana da Cultura chega a São Luís
Ministério da Cultura e a Prefeitura de São Luís assinam convênio que irá aplicar R$ 2 milhões para a execução de projetos culturais no Maranhão
Acordo cria pontos de cultura em São Luís
Foram entregues as obras de restauração e revitalização do Mercado de Peixe do Ver-o-Peso, em Belém
PAC Cidades Históricas entrega obras no Pará

Últimas imagens

Malha Atlântica, de Ricardo Ventura, no Museu do Açude
Malha Atlântica, de Ricardo Ventura, no Museu do Açude
Divulgação/Ibram
Comediante ficou marcado pelo personagem no programa A Praça é Nossa
Comediante ficou marcado pelo personagem no programa A Praça é Nossa
Divulgação/SBT
Novela Windeck esteve entre as quatro telenovelas que concorreram ao Emmy Internacional 2013
Novela Windeck esteve entre as quatro telenovelas que concorreram ao Emmy Internacional 2013
Divulgação/TV Brasil
Prédio tradicional do centro histórico de São Luís, no Maranhão, está de cara nova
Prédio tradicional do centro histórico de São Luís, no Maranhão, está de cara nova
Gabriela Sobral / Ministério da Cultura
Margaret Mee examina penas ornamentais de índios Maku
Margaret Mee examina penas ornamentais de índios Maku
Divulgação/Eh! Filmes

Governo digital