Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2012 > 01 > Escola de Música de Brasília abre 34º Curso Internacional de Verão

Cultura

Escola de Música de Brasília abre 34º Curso Internacional de Verão

por Portal Brasil publicado: 04/01/2012 16h01 última modificação: 28/07/2014 16h30

Os músicos do Brasil e do exterior chegam à Brasília para participar das oficinas oferecidas pela Escola de Música de Brasília (EMB) que iniciou nesta quarta-feira (4) o 34º Curso Internacional de Verão. Durante 18 dias, aproximadamente 800 alunos poderão assistir a aulas gratuitas com professores brasileiros e estrangeiros – no total, 1.260 se inscreveram para participar das atividades, mas a direção da EMB terá de cancelar pelo menos 450 por falta de espaço físico.

Este ano, as aulas ocorrerão tanto no Plano Piloto como em núcleos espalhados pelas cidades de Taguatinga, Sobradinho, São Sebastião e Gama. “A ideia de mudar e estender o curso para as cidades satélites está sendo muito bem aceita pelos estudantes”, disse o diretor da EMB, Ataídes Mattos.

O curso envolve recitais, oficinas, práticas de conjuntos de pequenos e grandes portes, workshops, concertos eruditos e populares, aulas teóricas de arranjo, harmonia e formação de professores de música. Músicos dos Estados Unidos, Canadá, França, Holanda, Israel e Suécia se apresentarão no auditório da escola.

O contrabaixista brasiliense Marcelo Duarte, músico profissional há sete anos, já fez seis cursos na escola de música. Este ano ele se matriculou nas aulas de improvisação em prática de conjunto e disse que as experiências vivenciadas durante o tempo de curso fazem toda a diferença para seus estudos. "Poder encontrar pessoas de todo o País e até do mundo é uma das experiências mais válidas no curso de verão, sem contar com a qualidade dos professores que lecionam aqui. São inúmeras dicas. Não existe limitação e serve como reciclagem", contou Duarte.

O diretor da EMB, Ataídes Mattos, informou que há planos de reformas na estrutura da escola, melhorando os alojamentos destinados aos estudantes de fora da cidade. “Existem vários projetos da Secretaria de Educação que preveem a reforma e ampliação de alguns espaços da EMB ao longo deste ano”, disse.

 

Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Iphan preserva mais de 87 conjuntos urbanos tombados
O tombamento tem o objetivo de preservar bens de valor histórico, cultural, arquitetônico e ambiental para a população
ID Jovem garante benefícios a jovens de baixa renda
Jovens de 15 a 29 anos podem baixar aplicativo para ter acesso à meia-entrada em eventos culturais e descontos em viagens
Cais do Valongo é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade
O local resgata a história e remete a um dos mais graves crimes contra a humanidade: a escravidão
O tombamento tem o objetivo de preservar bens de valor histórico, cultural, arquitetônico e ambiental para a população
Iphan preserva mais de 87 conjuntos urbanos tombados
Jovens de 15 a 29 anos podem baixar aplicativo para ter acesso à meia-entrada em eventos culturais e descontos em viagens
ID Jovem garante benefícios a jovens de baixa renda
O local resgata a história e remete a um dos mais graves crimes contra a humanidade: a escravidão
Cais do Valongo é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade

Últimas imagens

OTeatro Ópera de Arame Curitiba (PR) foi construído em 75 dias e inaugurado em 1992
OTeatro Ópera de Arame Curitiba (PR) foi construído em 75 dias e inaugurado em 1992
Foto:Orlando Kissner/Prefeitura de Curitiba
Objetivo é atender grupos que não têm oportunidade de narrar histórias e expor tradições em museus
Objetivo é atender grupos que não têm oportunidade de narrar histórias e expor tradições em museus
Divulgação
Em Brasília, um dos pontos em que haverá programação é o Memorial dos Povos Indígenas
Em Brasília, um dos pontos em que haverá programação é o Memorial dos Povos Indígenas
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
PIB da Cultura já existe em 21 países no mundo, sendo sete na América do Sul, como Chile e Argentina
PIB da Cultura já existe em 21 países no mundo, sendo sete na América do Sul, como Chile e Argentina
Foto: Dênio Simões/Agência Brasília
Acordo começou a ser negociado há mais de uma década pelo MinC
Acordo começou a ser negociado há mais de uma década pelo MinC
Renato Araujo/Agência Brasil

Governo digital