Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2013 > 06 > Abertas as inscrições para ocupação dos espaços culturais dos Correios

Cultura

Abertas as inscrições para ocupação dos espaços culturais dos Correios

Valor previsto para patrocínio é de até R$ 15,5 milhões. Seleção contempla, pela primeira vez, Centro Cultural Correios de São Paulo
por Portal Brasil publicado: 17/06/2013 16h46 última modificação: 30/07/2014 00h35
Divulgação/Blog dos Correios As inscrições ficarão disponíveis até o dia 1º de agosto

As inscrições ficarão disponíveis até o dia 1º de agosto

Estão abertas as inscrições para Ocupação de Unidades Culturais dos Correios, para os anos de 2014 e 2015. A chamada, aberta nesta segunda-feira (17), tem como objetivo contribuir para a divulgação das mais variadas manifestações artísticas do País, além de consolidar os centros culturais dos Correios como espaços de resgate e preservação da cultura nacional. 

O valor previsto para os patrocínios culturais será de, até, R$ 15,5 milhões. As inscrições ficarão disponíveis até o dia 1º de agosto, no portal dos Correios. Outra novidade do edital é a inclusão do Centro Cultural de São Paulo como sétima unidade na política de fomento à cultura dos Correios.

Podem participar projetos culturais nos segmentos das Artes Cênicas, Dança, Teatro, Artes Visuais, Audiovisual, Humanidades e Música. Os selecionados para compor a grade de programação entrarão em cartaz a partir de março de 2014 e vão até fevereiro de 2015.

As unidades que receberão os projetos são os Centros Culturais de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Fortaleza, Juiz de Fora e Brasília.

 

Política cultural

Os Correios utilizam, desde 2004, editais públicos para a seleção de projetos para patrocínio. Essa prática foi adotada não apenas para atender às diretrizes governamentais, mas para conferir maior transparência à destinação dos recursos públicos, por meio de regras e critérios claros e objetivos para análise e seleção das propostas. 

 

ECT

Os Correios tiveram sua origem no Brasil em 25 de janeiro de 1663. Em março de 1969, foi criada a Empresa Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), como empresa pública vinculada ao Ministério das Comunicações. 

A estatal é a responsável pelos serviços postais de todo o País. Além dos tradicionais serviços de cartas, malotes, selos e telegramas, destaca-se o serviço de encomendas expressas, o Sedex. Ao todo são mais de cem produtos e serviços oferecidos pela empresa, sendo considerada a única a estar presente em todos os municípios brasileiros.

 

 

Fonte:
Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Iphan preserva mais de 87 conjuntos urbanos tombados
O tombamento tem o objetivo de preservar bens de valor histórico, cultural, arquitetônico e ambiental para a população
ID Jovem garante benefícios a jovens de baixa renda
Jovens de 15 a 29 anos podem baixar aplicativo para ter acesso à meia-entrada em eventos culturais e descontos em viagens
Cais do Valongo é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade
O local resgata a história e remete a um dos mais graves crimes contra a humanidade: a escravidão
O tombamento tem o objetivo de preservar bens de valor histórico, cultural, arquitetônico e ambiental para a população
Iphan preserva mais de 87 conjuntos urbanos tombados
Jovens de 15 a 29 anos podem baixar aplicativo para ter acesso à meia-entrada em eventos culturais e descontos em viagens
ID Jovem garante benefícios a jovens de baixa renda
O local resgata a história e remete a um dos mais graves crimes contra a humanidade: a escravidão
Cais do Valongo é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade

Últimas imagens

No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
No acumulado do ano, aumento foi de 6,25%. Representantes do setor afirmam que crescimento da economia deve manter índices positivos até o fim de 2017
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Governo digital