Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2014 > 02 > Edital contempla projetos com foco na diversidade cultural

Cultura

Edital contempla projetos com foco na diversidade cultural

Internacional

Desde 2010, iniciativa fomentou 71 projetos em 43 países em desenvolvimento, num investimento total de cerca de US$ 4,6 milhões
por Portal Brasil publicado: 07/02/2014 11h19 última modificação: 30/07/2014 01h46

Está aberto o Edital 2014 para a seleção de programas e projetos a serem financiados pelo Fundo Internacional para a Diversidade Cultural (FIDC). Criado pela Convenção sobre a Proteção e a Promoção da Diversidade das Expressões Culturais, adotada na Unesco em 2005, o Fundo tem como objetivo apoiar programas e projetos de países em desenvolvimento que visem a emergência de um setor cultural dinâmico, essencialmente por meio de atividades que facilitem a elaboração e a implementação de políticas e de estratégias que tenham um efeito direto sobre a criação, a produção, a distribuição e o acesso a uma diversidade de expressões culturais, bem como o fortalecimento das infraestruturas institucionais, apoiando indústrias culturais viáveis nos níveis local e regional.

Desde 2010, o FIDC contemplou 71 projetos em 43 países em desenvolvimento, num investimento total de cerca de 4,6 milhões de dólares. Os projetos cobrem um amplo leque de atividades, desde o desenvolvimento e a implementação de políticas culturais, até o fortalecimento das capacidades dos empreendedores culturais, e o mapeamento e criação de novos modelos econômicos para as indústrias culturais.

Projetos brasileiros contemplados pelo FIDC

O Brasil já teve dois projetos aprovados pelo Fundo Internacional da Diversidade Cultural. Em 2012, o Ponto de Cultura Vídeo nas Aldeias produziu programas infantis realizados por cineastas indígenas com recursos do Fundo, no valor de US$ 97.550. E, no edital lançado no ano passado, foi aprovado o projeto "E-books Indígenas", da ONG Thydêwá, que contará com recursos da ordem de US$ 90.950 ao longo de 2014.

Trata-se de uma proposta de capacitação digital para 16 integrantes de oito comunidades indígenas, que prevê a realização de oficinas técnicas de produção e distribuição de um livro digital voltado para a divulgação das culturas indígenas do Brasil.

Edital 2014 – como participar

Poderão participar da seleção projetos apresentados por instituições públicas e por organizações não-governamentais (ONGs) da área da cultura. Cada País poderá apresentar à Unesco, no máximo, dois projetos governamentais e dois projetos de ONGs. No Brasil, o processo de pré-seleção nacional é realizado por uma comissão integrada por representantes da Comissão Nacional do Brasil para a Unesco (a cargo do Ministério das Relações Exteriores), do Ministério da Cultura e do Escritório da Unesco no País.

O montante máximo dos pedidos de financiamento é de US$ 100 mil. Na Unesco, os projetos serão avaliados por um painel de seis especialistas nomeados pelo Comitê Intergovernamental da Convenção, formado por 24 países, dentre os quais o Brasil.

O formulário de pedidos de financiamento e outras informações poderão ser obtidos no Fundo Internacional para a Diversidade CulturalOs formulários deverão, obrigatoriamente, ser preenchidos em francês ou inglês.

 A documentação completa, preparada de acordo com as orientações disponíveis no site da Unesco, deverá ser enviada, somente por meio eletrônico, à Divisão de Acordos e Assuntos Multilaterais Culturais do Ministério das Relações Exteriores (DAMC), no endereço damc@itamaraty.gov.br, impreterivelmente até o dia 23 de abril. Pedidos de financiamento enviados diretamente à Unesco serão desclassificados.

Fonte:

Ministério da Cultura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Ancine disponibiliza R$ 10 mi para jogos eletrônicos
Produtores independentes podem inscrever projetos na Agência Nacional de Cinema. Edital disponibiliza R$ 10 milhões
Governo lança programa Identidade Jovem
Lançado nesta terça-feira (6), o programa Identidade Jovem (ID Jovem) dará desconto em shows, espetáculos, eventos esportivos e viagens interestaduais para jovens de baixa renda
Artista celebram o centenário do samba
Em cerimônia de condecoração no Palácio do Planalto, 30 personalidades e seis instituições brasileiras foram agraciados com a Ordem do Mérito Cultural (OMC)
Produtores independentes podem inscrever projetos na Agência Nacional de Cinema. Edital disponibiliza R$ 10 milhões
Ancine disponibiliza R$ 10 mi para jogos eletrônicos
Lançado nesta terça-feira (6), o programa Identidade Jovem (ID Jovem) dará desconto em shows, espetáculos, eventos esportivos e viagens interestaduais para jovens de baixa renda
Governo lança programa Identidade Jovem
Em cerimônia de condecoração no Palácio do Planalto, 30 personalidades e seis instituições brasileiras foram agraciados com a Ordem do Mérito Cultural (OMC)
Artista celebram o centenário do samba

Últimas imagens

Serão distribuídos materiais informativos ressaltando a importância do respeito à diversidade religiosa
Serão distribuídos materiais informativos ressaltando a importância do respeito à diversidade religiosa
Arquivo/Agência Brasil
Em São Paulo, 19 museus estaduais participam da ação pelo segundo ano
Em São Paulo, 19 museus estaduais participam da ação pelo segundo ano
Divulgação/Governo de São Paulo
Objetivo é criar identidade visual para bens do patrimônio. O prêmio para o trabalho vencedor será de R$ 30 mil
Objetivo é criar identidade visual para bens do patrimônio. O prêmio para o trabalho vencedor será de R$ 30 mil
Foto: Paulino Menezes/Ministério do Turismo
A mostra Grandjean de Montigny e Rio de Janeiro no século XIX abre a agenda de 2017
A mostra Grandjean de Montigny e Rio de Janeiro no século XIX abre a agenda de 2017
Divulgação/MNBA
As regras de participação nos programas não mudaram. A novidade é a inclusão de dois novos eventos
As regras de participação nos programas não mudaram. A novidade é a inclusão de dois novos eventos
Foto: Andre Borges/Governo do Distrito Federal

Governo digital