Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2014 > 04 > Produções estrangeiras precisarão se associar a brasileiras durante a Copa

Cultura

Produções estrangeiras precisarão se associar a brasileiras durante a Copa

Audiovisual

Empresas estrangeiras interessadas em produzir audiovisual no Brasil devem fazer parceria com empresas brasileiras registradas na Ancine, durante a Copa do Mundo
por Portal Brasil publicado: 17/04/2014 11h20 última modificação: 30/07/2014 01h44

Com exceção de gravações de caráter jornalístico, toda produção estrangeira, inclusive publicitária, precisa se associar a uma empresa produtora brasileira devidamente registrada na Agência Nacional do Cinema (Ancine) durante  a Copa do Mundo 2014. A entidade informa também que as empresas brasileiras deverão comunicar a intenção de filmagem à agência e se tornarem responsáveis pela produção perante as leis brasileiras.

A exigência foi estabelecida pelo artigo 23 da Medida Provisória 2.228/01 e regulamentada pela Instrução Normativa nº 79 da Ancine. Entende-se por obra audiovisual do tipo jornalística - no caso, isenta do cumprimento das exigências - aquela constituída majoritariamente por conteúdo jornalístico, tais como: telejornais, debates, entrevistas, reportagens ou outros programas que visem a noticiar ou a comentar eventos.

Para o esclarecimento de dúvidas e para o envio da documentação exigida (formulário, contrato de produção, passaportes da equipe estrangeira e plano de filmagens), a produtora brasileira associada deve entrar em contato pelo e-mail ou pelo telefone (21) 3037-6281.

Para informações mais detalhadas, estão disponíveis no Portal Ancine orientações nos seguintes idiomas estrangeiros: inglês, espanhol, francês e japonês.

Fonte:

Agência Nacional de Cinema (Ancine)

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Pontos de Cultura incentivam produção local
Impulsionar a produção cultural nas comunidades é um dos objetivos do Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura, que financia 3.326 Pontos de Cultura espalhados em mais de mil cidades brasileiras
Maracatu Rural é patrimônio que atravessa gerações
Tombado em 2014, também é conhecido como Maracatu de Baque Solto ou de Orquestra, e é um cortejo carnavalesco típico de Pernambuco
Artesanato brasileiro movimenta R$ 50 bilhões por ano
Governo incentiva setor por meio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), e valoriza o trabalhador e a empresa artesanal
Impulsionar a produção cultural nas comunidades é um dos objetivos do Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura, que financia 3.326 Pontos de Cultura espalhados em mais de mil cidades brasileiras
Pontos de Cultura incentivam produção local
Tombado em 2014, também é conhecido como Maracatu de Baque Solto ou de Orquestra, e é um cortejo carnavalesco típico de Pernambuco
Maracatu Rural é patrimônio que atravessa gerações
Governo incentiva setor por meio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), e valoriza o trabalhador e a empresa artesanal
Artesanato brasileiro movimenta R$ 50 bilhões por ano

Últimas imagens

Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo oferecerá palestras e oficinas
Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo oferecerá palestras e oficinas
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Os projetos inscritos devem ser inéditos e ter duração de 52 minutos
Os projetos inscritos devem ser inéditos e ter duração de 52 minutos
Divulgação/Prefeitura de Fortaleza
Evento é dirigido pelas produtoras Hilda Lopes, Moara Rocha e Lilih Curi. Entrada é franca
Evento é dirigido pelas produtoras Hilda Lopes, Moara Rocha e Lilih Curi. Entrada é franca
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
As seleções envolvem avaliação curricular, entrevista e averiguação de documentos
As seleções envolvem avaliação curricular, entrevista e averiguação de documentos
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Chamada prevê investimentos equivalentes a US$ 300 mil em dois longas-metragens de ficção
Chamada prevê investimentos equivalentes a US$ 300 mil em dois longas-metragens de ficção
Arquivo/EBC

Governo digital