Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2016 > 02 > 8ª edição do In-Edit Brasil está com inscrições abertas

Cidadania e Justiça

8ª edição do In-Edit Brasil está com inscrições abertas

Cinema

Festival Internacional de Documentário Musical será realizado entre 1º e 12 de junho, em São Paulo. Inscrições podem ser feitas até 21 de março
publicado: 23/02/2016 17h39 última modificação: 25/02/2016 17h00
EBC Podem ser inscritos filmes de qualquer duração, desde que inéditos em circuito comercial brasileiro

Podem ser inscritos filmes de qualquer duração, desde que inéditos em circuito comercial brasileiro

As inscrições para a 8ª edição do Festival Internacional de Documentário Musical (In-Edit Brasil ) estão abertas. O evento, dedicado exclusivamente a documentários que tenham a música como elemento central, será realizado entre os dias 1º e 12 de junho, em São Paulo (SP). 

Inscrições

Podem ser inscritos filmes de qualquer duração, desde que inéditos em circuito comercial brasileiro. Qualquer participante pode inscrever quantos filmes quiser. As inscrições são gratuitas. É necessário o preenchimento do formulário de inscrição e o envio de uma cópia do filme por meio de link protegido por senha, arquivo no limite de 2GB por sites, como Wetransferou similar, ou mídia física por via postal. Caso seja escolhido o envio postal, a cópia do filme deve chegar à organização do evento até a data limite de 28 de março.

O regulamento já está disponível para consulta. É só clicar aqui.

Categorias e Premiação

Os filmes vão ser divididos em três mostras: a Competição Nacional, que selecionará até seis longas-metragens realizados a partir de janeiro de 2015; a Mostra Brasil, que exibirá até 10 médias ou longas-metragens finalizados a partir de 2014; e a mostra Curta um Som, com filmes realizados a partir de janeiro de 2013.

O festival considera curtas-metragens os filmes de até 30 minutos; médias-metragens, as obras que tenham entre 30 e 60 minutos de duração; e longas-metragens os títulos de duração superior a 60 minutos.

Todos os filmes da Competição Nacional vão concorrer ao Prêmio In-Edit Brasil de Melhor Documentário Musical. O filme vencedor será exibido, com a presença de seu diretor, no In-Edit Barcelona 2016, na Espanha. O diretor terá suas despesas de passagem aérea, hospedagem em hotel 4 estrelas por 3 noites e alimentação cobertas pelo festival.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Ancine

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

ID Jovem garante benefícios a jovens de baixa renda
Jovens de 15 a 29 anos podem baixar aplicativo para ter acesso à meia-entrada em eventos culturais e descontos em viagens
Cais do Valongo é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade
O local resgata a história e remete a um dos mais graves crimes contra a humanidade: a escravidão
Cultura lança Programa Nacional de Fomento ao Audiovisual
Cinco editais destinarão mais de R$ 8,6 milhões para 135 projetos do setor
Jovens de 15 a 29 anos podem baixar aplicativo para ter acesso à meia-entrada em eventos culturais e descontos em viagens
ID Jovem garante benefícios a jovens de baixa renda
O local resgata a história e remete a um dos mais graves crimes contra a humanidade: a escravidão
Cais do Valongo é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade
Cinco editais destinarão mais de R$ 8,6 milhões para 135 projetos do setor
Cultura lança Programa Nacional de Fomento ao Audiovisual

Últimas imagens

Principais demandas por políticas e ações do ministério incluem os Pontos de Cultura e Vale-Cultura
Principais demandas por políticas e ações do ministério incluem os Pontos de Cultura e Vale-Cultura
Foto: Hozana Lima/Ministério da Cultura
Concurso vai investir em longas-metragens, curtas-metragens, séries de TV, mostras e festivais
Concurso vai investir em longas-metragens, curtas-metragens, séries de TV, mostras e festivais
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Brasil foi pioneiro na candidatura de um local ligado à escravidão africana ao título de patrimônio mundial
Brasil foi pioneiro na candidatura de um local ligado à escravidão africana ao título de patrimônio mundial
Arquivo/Prefeitura do Rio de Janeiro
Brasil foi pioneiro na candidatura de um local ligado à escravidão africana ao título de patrimônio mundial
Brasil foi pioneiro na candidatura de um local ligado à escravidão africana ao título de patrimônio mundial
Arquivo/Prefeitura do Rio de Janeiro
Sítio é o 14º patrimônio cultural da humanidade localizado ou com origem no Brasil
Sítio é o 14º patrimônio cultural da humanidade localizado ou com origem no Brasil
Foto: Oscar Liberal/Iphan

Governo digital