Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2016 > 02 > Brasil de Todas as Telas libera R$ 5,6 milhões para cinema e TV

Cultura

Brasil de Todas as Telas libera R$ 5,6 milhões para cinema e TV

Cinema

Iniciativa é da Agência Nacional do Cinema e do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul
publicado: 26/02/2016 19h23 última modificação: 02/03/2016 11h27

A Agência Nacional do Cinema (Ancine) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) anunciaram novos projetos contemplados em três chamadas públicas do Programa Brasil de Todas as Telas com operação na modalidade "fluxo contínuo". Foram contemplados três longas-metragens de ficção para as salas de cinema e uma proposta de programação para a TV por assinatura. 

Pela Chamada Pública Prodecine 02/2013, na qual empresas distribuidoras inscrevem projetos de produção de longas-metragens, foram selecionados os longas Tio Imperfeito, de Felipe Joffily, apresentado pela H2O; e King Kong em Assuncion, de Camilo Cavalcante, apresentado pela distribuidora Ludwig Maia Arthouse. Maresia, de Marcos Guttmann, foi o outro longa selecionado, desta vez pela chamada Prodecine 03/2013, que disponibiliza recursos para a fase de comercialização da obra. O longa receberá investimentos de R$ 200 mil.

O Programa anunciou ainda investimento de R$ 2 milhões na proposta de programação apresentada pelo Canal Brasil na Chamada Pública Prodav 02/2013. Essa linha possibilita que empresas programadoras de televisão solicitem recursos para obras audiovisuais de produção independente pré-selecionadas em processos realizados por elas próprias.

As programadoras são as proponentes, mas os investimentos do Programa Brasil de Todas as Telas são contratados diretamente com as produtoras independentes, na modalidade participação em projeto. O montante será investido em duas séries de ficção: Naite, da Carioca Filmes (RJ), com seis episódios de 25 minutos, e Gilda, da Baleia Filmes (RJ), com quatro episódios de 25 minutos.

Fonte:  Ministério da Cultura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Brasília completa 57 anos de história
Inaugurada em 21 de abril de 1960, Brasília foi o primeiro conjunto arquitetônico construído no século XX a ser tombado pela Unesco
Parabéns, Brasília!
Brasília, parabéns pelos seus 57 anos de fundação e pelos 30 anos como Patrimônio Mundial da Unesco!
Pontos de Cultura incentivam produção local
Impulsionar a produção cultural nas comunidades é um dos objetivos do Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura, que financia 3.326 Pontos de Cultura espalhados em mais de mil cidades brasileiras
Inaugurada em 21 de abril de 1960, Brasília foi o primeiro conjunto arquitetônico construído no século XX a ser tombado pela Unesco
Brasília completa 57 anos de história
Brasília, parabéns pelos seus 57 anos de fundação e pelos 30 anos como Patrimônio Mundial da Unesco!
Parabéns, Brasília!
Impulsionar a produção cultural nas comunidades é um dos objetivos do Programa Cultura Viva do Ministério da Cultura, que financia 3.326 Pontos de Cultura espalhados em mais de mil cidades brasileiras
Pontos de Cultura incentivam produção local

Últimas imagens

No ano passado, foram patrocinados pelo banco 50 projetos culturais
No ano passado, foram patrocinados pelo banco 50 projetos culturais
Leon Rodrigues/Prefeitura de São Paulo (SP)
A primeira etapa da reforma será a restauração da Sala Martins Pena e todas as demolições necessárias
A primeira etapa da reforma será a restauração da Sala Martins Pena e todas as demolições necessárias
Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Serão aceitos curtas-metragens de ficção, animação e documentário, com no máximo 20 minutos de duração
Serão aceitos curtas-metragens de ficção, animação e documentário, com no máximo 20 minutos de duração
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Desde 2010, os dois países possuem acordo de coprodução para obras destinadas a veiculação em cinema
Desde 2010, os dois países possuem acordo de coprodução para obras destinadas a veiculação em cinema
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Governo digital