Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2016 > 08 > Ibram repassa R$ 1,8 milhão para preservação de museus

Cultura

Ibram repassa R$ 1,8 milhão para preservação de museus

Investimento

Serão beneficiados vencedores do edital Pontos de Memória e do Prêmio Modernização de Museus
por Portal Brasil publicado: 03/08/2016 09h38 última modificação: 03/08/2016 15h33

Nesta terça-feira (2), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) repassou o prêmio em dinheiro aos artistas que venceram o edital Pontos de Memória e do Prêmio Modernização de Museus. O montante, que soma mais de R$ 1,8 milhão, foi levantado a partir da ampliação financeira acordada pelo Ministério da Cultura com o Poder Executivo Federal.

O prêmio Pontos de Memória busca reconhecer iniciativas de práticas em benefício dos museus e de processos dedicados à memória social que se identifiquem com a perspectiva da museologia social, da diversidade sociocultural e da sustentabilidade.

O concurso é voltado para grupos étnicos-culturais, tais como indígenas, afrodescendentes, ciganos, ribeirinhos, quilombolas, rurais, urbanos, de periferia, cultura litorânea, comunidades brasileiras no exterior, entres outros. Nesta edição, foram premiadas 30 iniciativas, sendo duas no Centro-Oeste, uma no Sul, uma no Norte, 14 no Nordeste e 12 no Sudeste.

O Prêmio Modernização de Museus – Microprojetos selecionou 18 iniciativas voltados à cultura, memória e patrimônio para modernização dos espaços. Foram três ganhadores no Nordeste e no Sul, dois no Norte, um no Centro-Oeste e nove no Sudeste.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ibram

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

ID Jovem garante benefícios a jovens de baixa renda
Jovens de 15 a 29 anos podem baixar aplicativo para ter acesso à meia-entrada em eventos culturais e descontos em viagens
Cais do Valongo é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade
O local resgata a história e remete a um dos mais graves crimes contra a humanidade: a escravidão
Cultura lança Programa Nacional de Fomento ao Audiovisual
Cinco editais destinarão mais de R$ 8,6 milhões para 135 projetos do setor
Jovens de 15 a 29 anos podem baixar aplicativo para ter acesso à meia-entrada em eventos culturais e descontos em viagens
ID Jovem garante benefícios a jovens de baixa renda
O local resgata a história e remete a um dos mais graves crimes contra a humanidade: a escravidão
Cais do Valongo é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade
Cinco editais destinarão mais de R$ 8,6 milhões para 135 projetos do setor
Cultura lança Programa Nacional de Fomento ao Audiovisual

Últimas imagens

Principais demandas por políticas e ações do ministério incluem os Pontos de Cultura e Vale-Cultura
Principais demandas por políticas e ações do ministério incluem os Pontos de Cultura e Vale-Cultura
Foto: Hozana Lima/Ministério da Cultura
Concurso vai investir em longas-metragens, curtas-metragens, séries de TV, mostras e festivais
Concurso vai investir em longas-metragens, curtas-metragens, séries de TV, mostras e festivais
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
Brasil foi pioneiro na candidatura de um local ligado à escravidão africana ao título de patrimônio mundial
Brasil foi pioneiro na candidatura de um local ligado à escravidão africana ao título de patrimônio mundial
Arquivo/Prefeitura do Rio de Janeiro
Brasil foi pioneiro na candidatura de um local ligado à escravidão africana ao título de patrimônio mundial
Brasil foi pioneiro na candidatura de um local ligado à escravidão africana ao título de patrimônio mundial
Arquivo/Prefeitura do Rio de Janeiro
Sítio é o 14º patrimônio cultural da humanidade localizado ou com origem no Brasil
Sítio é o 14º patrimônio cultural da humanidade localizado ou com origem no Brasil
Foto: Oscar Liberal/Iphan

Governo digital