Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2016 > 11 > Ordem do Mérito Cultural homenageia o centenário do samba

Cultura

Ordem do Mérito Cultural homenageia o centenário do samba

Condecoração

Cerimônia homenageou Dona Ivone Lara, que recebeu a comenda máxima de grã-cruz; mais de 30 personalidades foram condecoradas
por Portal Brasil publicado: 07/11/2016 10h48 última modificação: 15/11/2016 12h39
Foto: Divulgação / Ministério da Cultura A grande homenageada será Dona Ivone Lara, que receberá a comenda máxima de grã-cruz

A grande homenageada será Dona Ivone Lara, que receberá a comenda máxima de grã-cruz

Em cerimônia de condecoração no Palácio do Planalto, 30 personalidades e seis instituições brasileiras foram agraciados com a Ordem do Mérito Cultural (OMC), principal condecoração pública da área da cultura no Brasil. A grande homenageada da noite, Dona Ivone Lara, recebeu a comanda máxima de grã-cruz na noite da última segunda-feira (7). O nome dos 36 agraciados foi publicado no Diário Oficial da União.

A importância do samba para a construção da identidade nacional e sua contribuição para Cultura brasileira foi celebrada em quatro números musicais da cerimônia – com Neguinho da Beija Flor, Márcio Gomes, Áurea Martins e André Lara. Ao todo, 14 personalidades do mundo do samba e uma instituição, o Museu do Samba, foram condecorados.

As comendas também foram entregues a artistas, cineastas, designers e outros profissionais que contribuíram com a realização das cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

Organizada pelo Ministério da Cultura (MinC), a cerimônia teve como tema o  centenário do samba. Além da presença do presidente da República, Michel Temer, o evento contou com a participação do ministro da Cultura, Marcelo Calero, do Conselho da Ordem do Mérito Cultural e dos ministros das Relações Exteriores, José Serra, da Educação, Mendonça Filho, e da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab.

A Ordem do Mérito Cultural

A escolha dos agraciados ocorre todos os anos por meio de seleção entre nomes previamente indicados. Qualquer cidadão pode fazer uma indicação, dentro do prazo estabelecido.

Os indicados são avaliados por uma comissão técnica, constituída por gestores das secretarias do Ministério da Cultura, que emite parecer conclusivo antes de encaminhá-los à consideração do Conselho da Ordem do Mérito Cultural.

A OMC é composta por três classes: Grã-Cruz, Comendador e Cavaleiro. É possível que a mesma pessoa receba a comenda mais de uma vez, porém em classes diferentes.

Os órgãos e entidades públicas e privadas, nacionais e estrangeiras são admitidos na Ordem sem grau de classes.

Desde a criação da Ordem do Mérito Cultural, em 1995, mais de 500 personalidades e instituições foram agraciadas por suas contribuições ao desenvolvimento da cultura no País. São intelectuais, produtores, entidades públicas e privadas, artistas dos mais diversos segmentos e realizadores de trabalhos culturais importantes nas áreas de inclusão social, artes, audiovisual e educação.

Agraciados

Além de Dona Ivone Lara, receberamm o grau máximo de grã-cruz Clementina de Jesus, Donga (autor do primeiro samba registrado na Biblioteca Nacional, em novembro de 1916), Ferreira Gullar, Papete, Ismael Silva (inventor do termo escola de samba) e Noel Rosa.

Na classe comendador, foram agraciados Abel Gomes, Alcymar Monteiro, Ana Mae Barbosa, Andrucha Waddington, Beatriz Milhazes, Carlinhos de Jesus, Carlos Alberto Serpa de Oliveira, Carlos Vereza, Fernando Meirelles, Fred Gelli, Isaurinha Garcia, Jorge Aragão, Jovelina Pérola Negra, Marcus Faustini, Mauro Mendonça, Neguinho da Beija Flor, Rosa Magalhães, Silas de Oliveira e Vik Muniz.

Na classe cavaleiro, foram agraciados Ricardo Cravo Albin, Rildo Hora e Rosa Maria Araújo. Entre os grupos e instituições, serão agraciados a Focus Cia. De Dança, a Fundação Darcy Ribeiro, o Grupo Teatro da Laje, o Instituto Ricardo Brennand, o Maracatu Feminino Coração Nazareno e o Museu do Samba.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Cultura

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Obras de Oscar Niemeyer são símbolos da arte brasileira
Espalhadas por todo o país, elas são protegidas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)
Brasília completa 57 anos de história
Inaugurada em 21 de abril de 1960, Brasília foi o primeiro conjunto arquitetônico construído no século XX a ser tombado pela Unesco
Parabéns, Brasília!
Brasília, parabéns pelos seus 57 anos de fundação e pelos 30 anos como Patrimônio Mundial da Unesco!
Espalhadas por todo o país, elas são protegidas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)
Obras de Oscar Niemeyer são símbolos da arte brasileira
Inaugurada em 21 de abril de 1960, Brasília foi o primeiro conjunto arquitetônico construído no século XX a ser tombado pela Unesco
Brasília completa 57 anos de história
Brasília, parabéns pelos seus 57 anos de fundação e pelos 30 anos como Patrimônio Mundial da Unesco!
Parabéns, Brasília!

Últimas imagens

O Prêmio tem o objetivo de incentivar a leitura e, sobretudo, o conhecimento da obra do poeta maranhense
O Prêmio tem o objetivo de incentivar a leitura e, sobretudo, o conhecimento da obra do poeta maranhense
Foto: Elza Lima/Governo do Pará
O arquipélago Fernando de Noronha é formado por 21 ilhas, com extensão de 26 quilômetros quadrados
O arquipélago Fernando de Noronha é formado por 21 ilhas, com extensão de 26 quilômetros quadrados
Divulgação/Embratur
Nos últimos 10 anos, Secretaria do Audiovisual contemplou 38 filmes de baixo orçamento em seis editais
Nos últimos 10 anos, Secretaria do Audiovisual contemplou 38 filmes de baixo orçamento em seis editais
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Podem ser inscritos projetos de ficção, documentário ou animação
Podem ser inscritos projetos de ficção, documentário ou animação
Divulgação/Prefeitura de Belo Horizonte
O Prêmio Camões consagra autores que enriquecem o patrimônio literário da língua portuguesa
O Prêmio Camões consagra autores que enriquecem o patrimônio literário da língua portuguesa
Divulgação/ manuelalegre.com

Governo digital