Você está aqui: Página Inicial > Cultura > 2017 > 10 > CEUs são espaços importantes para o desenvolvimento de crianças e jovens

Cultura

CEUs são espaços importantes para o desenvolvimento de crianças e jovens

Lazer

Segundo levantamento do MinC, 79% do público que frequenta os Centros de Artes e Esportes Unificados é formado por crianças e jovens
publicado: 12/10/2017 15h14 última modificação: 13/10/2017 07h53
Foto: Luiz Murauskas/MinC Ainda segundo pesquisa, 70% dos centros também têm atividades aos finais de semana

Ainda segundo pesquisa, 70% dos centros também têm atividades aos finais de semana

Implementados desde 2010 em parceria entre governo federal e municipais, os Centros de Artes e Esportes Unificados (CEUs) são espaços importantes para o desenvolvimento infantil no País. No total, 137 cidades em 23 estados possuem a estrutura que apresenta a cultura e o esporte a crianças e jovens em vulnerabilidade social. 

Pesquisa realizada pelo Ministério da Cultura, nesta ano, apontou que os jovens representam 79% do público que frequenta e participa das atividades nos 144 CEUs em funcionamento no País. "O espaço comunitário de cultura e lazer ofertado pelos CEUs tem sido, de fato, um importante elemento de educação e entretenimento para milhares de crianças inseridas em áreas socialmente carentes. É foco, portanto, de atenção e compromisso desta gestão do MinC, na sua competência de ir além da obra física em si, garantir conteúdos que permitam um exercício ainda mais estimulante dessas atividades, para as quais as crianças são o alvo de um maior nível de envolvimento possível", afirma o secretário de Infraestrutura Cultural, Alfredo Bertini.

Os CEUs possuem programação com práticas de música, dança, leitura, capoeira, artesanato, informática, vôlei, futebol e skate. Ainda segundo a pesquisa do MinC, 70% desses centros abrem também aos finais de semana e 71% deles oferecem atividades nos três turnos. 

Incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) no Eixo Comunidade Cidadã, os CEUs são construídos pela gestão municipal e têm as obras monitoradas pelo ministério. Após a implementação, os espaços são geridos por comitê formado por membros das prefeituras, ONGs e moradores da região.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do MinC

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil