Você está aqui: Página Inicial > Defesa e Segurança > 2011 > 02 > Governo discute revisão de anistia para ex-cabos da FAB

Defesa e Segurança

Governo discute revisão de anistia para ex-cabos da FAB

por Portal Brasil publicado: 24/02/2011 11h53 última modificação: 28/07/2014 14h38

A revisão de 2.530 anistias de ex-cabos da Força Aérea Brasileira (FAB) reuniu os ministros da Defesa, Nelson Jobim, e da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, na última na quarta-feira (23), em Brasília. De acordo com Jobim, um grupo de trabalho vai verificar “o enquadramento da hipótese constitucional de perseguição política”.

Portaria publicada na semana passada no Diário Oficial da União determinou a criação do grupo interministerial, de nove pessoas, para rever cada uma das anistias, concedidas durante os governos Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. Os ex-cabos conseguiram as anistias depois da publicação da Portaria 1.104, de outubro de 1964, que limitou em oito anos a permanência dos praças na Aeronáutica. Mas outra portaria anulou 495 anistias concedidas a ex-cabos da FAB que entraram na corporação depois de 1964.

Para Jobim, é necessário apurar a veracidade da alegação dos ex-cabos da FAB para conseguir a anistia. “O grupo vai verificar que a presunção de que eles  haviam partido, de que todos que tivessem sido afastados pela Portaria 1.104 eram perseguidos políticos sob a visão da Comissão de Anistia, não era verdadeira. Teve caso, inclusive, de gente que saiu e ficou afastado, passou em um concurso, foi participar de uma eleição, coisas desse tipo”.

Segundo o advogado-geral da União, o grupo de trabalho interministerial vai ser instalado normalmente como está na portaria do Diário Oficial da União. Ele afirmou que a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça não vai participar do processo de revisão das anistias.


Fonte:
Agência Brasil

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

RJ sedia curso de prevenção a ameaças químicas
Curso capacitará profissionais com elementos teóricos e práticos para prevenir ameaças provocadas por agentes químicos
Brasiléia (AC) recebe R$ 1,4 mi para ações de defesa
Dinheiro será utilizado em ações de socorro e assistência às vítimas das inundações e restabelecimento de serviços essenciais
Rio Branco (AC) recebe recursos para ações de defesa
Pagamento do Bolsa Família também será antecipado em seis cidades do Acre em situação de emergência, entre março e abril
Curso capacitará profissionais com elementos teóricos e práticos para prevenir ameaças provocadas por agentes químicos
RJ sedia curso de prevenção a ameaças químicas
Dinheiro será utilizado em ações de socorro e assistência às vítimas das inundações e restabelecimento de serviços essenciais
Brasiléia (AC) recebe R$ 1,4 mi para ações de defesa
Pagamento do Bolsa Família também será antecipado em seis cidades do Acre em situação de emergência, entre março e abril
Rio Branco (AC) recebe recursos para ações de defesa

Últimas imagens

Laboratório móvel de análises químicas e biológicas: container adaptado, capaz de ser transportado por vias marítima, terrestre e aérea
Laboratório móvel de análises químicas e biológicas: container adaptado, capaz de ser transportado por vias marítima, terrestre e aérea
Foto: Felipe Barra
Projeto prevê a instalação de 600 km de fibra ótica na Amazônia
Projeto prevê a instalação de 600 km de fibra ótica na Amazônia
Foto: Exército
Operação Pesca Oculta resultou na apreensão de aproximadamente 50 toneladas de pescado
Operação Pesca Oculta resultou na apreensão de aproximadamente 50 toneladas de pescado
Divulgação/ PF
População tem à disposição médicos nas especialidades de ginecologia, dermatologia, clínica médica, otorrinolaringologia e pediatria
População tem à disposição médicos nas especialidades de ginecologia, dermatologia, clínica médica, otorrinolaringologia e pediatria
Divulgação/ FAB
Ministro fez sobrevoo no helicóptero da Força Aérea em Porto Velho (RO)
Ministro fez sobrevoo no helicóptero da Força Aérea em Porto Velho (RO)
Divulgação/FAB

Governo digital