Você está aqui: Página Inicial > Defesa e Segurança > 2011 > 11 > Experimento da Aeronáutica mostra evolução do programa espacial brasileiro

Defesa e Segurança

Experimento da Aeronáutica mostra evolução do programa espacial brasileiro

por Portal Brasil publicado: 03/11/2011 20h37 última modificação: 28/07/2014 14h35
Divulgação/ Ministério da Defesa O propulsor S43TM foi desenvolvido para compor o segundo estágio do Veículo Lançador de Satélites 1 (VLS-1)

O propulsor S43TM foi desenvolvido para compor o segundo estágio do Veículo Lançador de Satélites 1 (VLS-1)

Com a presença do ministro da Defesa, Celso Amorim, e do comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro Juniti Saito, o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) realizou nesta quinta-feira (3), com sucesso, a Operação Uirapuru, ensaio de queima em banco de provas do propulsor S43TM, desenvolvido para compor o segundo estágio do Veículo Lançador de Satélites 1 (VLS-1).

Desenvolvida no Brasil, a família de foguetes VLS tem o objetivo de enviar diferentes artefatos, como satélites, ao espaço. Os foguetes são lançados a partir do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), localizado no estado do Maranhão.

O ministro da Defesa percorreu as instalações do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e conheceu a família de foguetes de sondagem desenvolvidos pela unidade, que, inclusive, já foram exportados para países da Europa.

Foi a primeira visita oficial de Celso Amorim ao local desde que assumiu o cargo, em agosto deste ano. Na ocasião, o ministro destacou a importância estratégica do trabalho, capaz de garantir, no futuro, a necessária autonomia para o acesso ao espaço. “Programas como o VLS, tipicamente nacionais, são indispensáveis para que o Brasil obtenha sua independência tecnológica”, ressaltou.

Durante a visita, o diretor-geral do DCTA, tenente-brigadeiro Ailton dos Santos Pohlmann, fez uma apresentação sobre o órgão e alertou para a necessidade de realização de concurso público para cobrir as vagas que se abrirão por meio de aposentadorias.

Nesta sexta-feira (4), o ministro da Defesa segue para o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), para verificar os trabalhos de modernização da base.

O teste

Durante o ensaio, o processo de queima durou 62 segundos (o tempo previsto). O teste avaliou as modificações realizadas na proteção térmica flexível do domo dianteiro do motor (parte da chamada tubeira móvel) e serviu para determinar, entre outros parâmetros, o impulso específico, o empuxo e a aquisição de dados pelo sistema de telemetria embarcado em vôo,  de modo a permitir a comparação com os dados obtidos pelo sistema de medição em solo. Ao todo, foram registrados 75 parâmetros físicos.


Fonte:
Ministério da Defesa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

FAB garante transporte de órgãos para salvar vidas
Decreto de junho de 2016 determina que uma aeronave da Força Aérea Brasileira esteja sempre à disposição para transporte de órgãos
Governo investe R$ 470 milhões no monitoramento de fronteiras
Ministro da Defesa anunciou que investimentos do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteira (Sisfron) serão dobrados em 2017
Ministro defende Sisfron para combate às drogas e ao contrabando
No Mato Grosso do Sul, o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras cobre uma faixa de 600 km da fronteira com o Paraguai
Decreto de junho de 2016 determina que uma aeronave da Força Aérea Brasileira esteja sempre à disposição para transporte de órgãos
FAB garante transporte de órgãos para salvar vidas
Ministro da Defesa anunciou que investimentos do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteira (Sisfron) serão dobrados em 2017
Governo investe R$ 470 milhões no monitoramento de fronteiras
No Mato Grosso do Sul, o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras cobre uma faixa de 600 km da fronteira com o Paraguai
Ministro defende Sisfron para combate às drogas e ao contrabando

Governo digital