Você está aqui: Página Inicial > Defesa e Segurança > 2015 > 03 > Brasil terá laboratório móvel para detectar ameaças químicas e biológicas

Defesa e Segurança

Brasil terá laboratório móvel para detectar ameaças químicas e biológicas

Rio 2016

Proposta é que a tecnologia já usada na Copa do Mundo seja empregada em todos os grandes eventos sediados no Brasil
por Portal Brasil publicado: 27/03/2015 17h32 última modificação: 27/03/2015 17h32
Foto: Felipe Barra Laboratório móvel de análises químicas e biológicas: container adaptado, capaz de ser transportado por vias marítima, terrestre e aérea

Laboratório móvel de análises químicas e biológicas: container adaptado, capaz de ser transportado por vias marítima, terrestre e aérea

O esquema de segurança do Brasil durante os Jogos Olímpicos Rio 2016 contará com o apoio de laboratório móvel de análises químicas e biológicas com capacidade para detectar ameaças químicas e biológicas.

O aparato consiste num container adaptado, capaz de ser transportado por vias marítima, terrestre e aérea. Nele, profissionais de defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (DefNBQR) conseguem trabalhar com presteza na identificação, a partir de amostras coletadas, de ameaças que coloquem em risco a população. 

O equipamento pesa 7 toneladas sem nenhuma equipagem e sobe para 8,5 toneladas munido de combustível e água. Dentro dele estão instalados estufas, mesas de apoio, pia, e todo o necessário para o funcionamento de um laboratório. O local é refrigerado e abriga até três pessoas.

De acordo com o comandante do Centro de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica da Marinha, capitão-de-mar-e-guerra Carlos Jorge de Andrade Chaib, a tecnologia pode ser empregada diretamente em áreas contaminadas.

O oficial anunciou que no segundo semestre deste ano será feito exercício em conjunto com o Exército voltado para coleta de amostras. O evento será sediado em Angra dos Reis (RJ), com foco em emergência nuclear. 

Grandes eventos

O laboratório já foi utilizado anteriormente nas cidades de Natal (RN) e Salvador (BA) durante vistorias nos estádios usados na Copa do Mundo de 2014. A ideia é de que a tecnologia seja empregada em grandes eventos sediados no Brasil.

Fonte:
Ministério da Defesa 

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Exército homenageia combatentes da Força Expedicionária
Eles saíram do país para lutar pelo Brasil e tiveram seu papel na história relembrado no Rio de Janeiro
Anac define regras para a utilização de drones
Os drones são pequenas aeronaves não-tripuladas, pilotadas remotamente, utilizadas na produção de vídeos, inspeções de linhas de energia, na área de segurança e lazer
Seminário busca elaborar estratégia nacional de inteligência
O encontro, organizado pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), tratou de temas, como terrorismo, combate ao crime organizado e a relação com outros países
Eles saíram do país para lutar pelo Brasil e tiveram seu papel na história relembrado no Rio de Janeiro
Exército homenageia combatentes da Força Expedicionária
Os drones são pequenas aeronaves não-tripuladas, pilotadas remotamente, utilizadas na produção de vídeos, inspeções de linhas de energia, na área de segurança e lazer
Anac define regras para a utilização de drones
O encontro, organizado pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), tratou de temas, como terrorismo, combate ao crime organizado e a relação com outros países
Seminário busca elaborar estratégia nacional de inteligência

Governo digital