Você está aqui: Página Inicial > Defesa e Segurança > 2017 > 05 > Defesa Civil reconhece emergência em 223 cidades de sete estados brasileiros

Defesa e Segurança

Defesa Civil reconhece emergência em 223 cidades de sete estados brasileiros

Seca e tempestades

Medida permite que prefeituras peçam apoio federal para ações de assistência à população e restabelecimento dos serviços essenciais
por Portal Brasil publicado: 05/05/2017 20h04 última modificação: 08/05/2017 15h08

O Ministério da Integração Nacional reconheceu, nesta sexta-feira (5), situação de emergência em 196 municípios da Paraíba e em mais 27 cidades, de seis estados brasileiros, por adversidades climáticas. 

As medidas, publicadas no Diário Oficial da União, possibilitarão que as prefeituras solicitem o apoio do governo federal para ações de socorro, assistência à população e restabelecimento dos serviços essenciais. O reconhecimento federal tem vigência por 180 dias. 

De acordo com a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, o reconhecimento dos municípios paraibanos foi realizado por conta do extenso período de estiagem. 

Na Bahia, o alerta também tem como base o extenso período de seca nas cidades de Sobradinho, Novo Horizonte, Livramento de Nossa Senhora, Capim Grosso, Mansidão, Cansanção, Senhor do Bonfim e Jeremoabo. O mesmo acontece na cidade sergipana de Itabaianinha e nas regiões de Espinosa, Olhos D’Água, Cristália, Rubim, Glaucilândia, Salinas e Janaúba, em Minas Gerais. 

Já no estado do Mato Grosso, tempestades provocaram danos nos municípios de Novo Horizonte do Norte, Santo Antônio do Leverger, Rio Branco, Barão de Melgaço, Porto dos Gaúchos e Tabaporã. 

E enxurradas afetaram as cidades de Jaguaquara, na Bahia; Itupiranga, no Pará; e Sant’Ana do Livramento, no Rio Grande do Sul. Já as cidades de Quaraí e Alegre, também no estado gaúcho, foram atingidas por inundações. 

Apoio federal 

Para obter auxílio financeiro da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), órgão vinculado ao Ministério da Integração, as prefeituras devem apresentar o Plano Detalhado de Resposta (PDR) contendo um diagnóstico dos danos causados. Os dados são enviados por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). Após a análise, se aprovado, o recurso é definido e autorizado. 

Nas regiões afetadas por seca e estiagem, a medida viabiliza o fornecimento de água tratada à população, por meio da Operação Carro-Pipa. Além disso, permite acesso a outros benefícios, a exemplo da renegociação de dívidas no setor de agricultura, junto ao Banco do Brasil e do apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, para a retomada da atividade econômica nas regiões afetadas. O auxílio federal é complementar as ações do estado e dos municípios. 

Ações de enfrentamento à seca 

O Ministério da Integração Nacional tem atuado em diversas frentes para apoiar os municípios afetados pela seca prolongada na Paraíba. Um conjunto de investimentos foi destinado ao estado para aumentar a oferta hídrica e minimizar os efeitos da falta de abastecimento. 

A maior delas é o Projeto de Integração do rio São Francisco, que já beneficia o estado. A cidade de Monteiro recebe a água do Velho Chico desde a inauguração do Eixo Leste, em março. 

A água também já abastece o reservatório Boqueirão, que atende à segunda maior cidade do estado  Campina Grande. Lá, inclusive, o regime de racionamento foi reduzido após a chegada das águas do rio São Francisco, o que deve acontecer em breve também com mais 17 cidades da região. O Eixo Norte do Projeto  hoje com 94,81% das obras concluídas  também vai contemplar a Paraíba. 

De janeiro a março, a pasta investiu ainda mais R$ 39 milhões na Operação Carro-Pipa, para atender diariamente mais de 400 mil pessoas em 171 municípios. Também foram empenhados recursos para a construção de adutoras de engate rápido e para restabelecer a capacidade de abastecimento, por meio de obras estruturantes, como a Vertente Litorânea. O empreendimento vai garantir o abastecimento de água a mais de 631 mil pessoas no agreste da Paraíba. 

Outra ação do governo federal é o programa Água para Todos, que investe na implementação de cisternas, sistemas simplificados de abastecimento, barreiros, kits de irrigação e pequenas barragens. 

 

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Integração

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0 Brasil CC BY ND 3.0 Brasil

banner_servico.jpg

Últimos vídeos

Exército homenageia combatentes da Força Expedicionária
Eles saíram do país para lutar pelo Brasil e tiveram seu papel na história relembrado no Rio de Janeiro
Anac define regras para a utilização de drones
Os drones são pequenas aeronaves não-tripuladas, pilotadas remotamente, utilizadas na produção de vídeos, inspeções de linhas de energia, na área de segurança e lazer
Seminário busca elaborar estratégia nacional de inteligência
O encontro, organizado pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), tratou de temas, como terrorismo, combate ao crime organizado e a relação com outros países
Eles saíram do país para lutar pelo Brasil e tiveram seu papel na história relembrado no Rio de Janeiro
Exército homenageia combatentes da Força Expedicionária
Os drones são pequenas aeronaves não-tripuladas, pilotadas remotamente, utilizadas na produção de vídeos, inspeções de linhas de energia, na área de segurança e lazer
Anac define regras para a utilização de drones
O encontro, organizado pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), tratou de temas, como terrorismo, combate ao crime organizado e a relação com outros países
Seminário busca elaborar estratégia nacional de inteligência

Governo digital